Baldwin volta a imitar Trump e o presidente volta a criticar o SNL

O ator Alec Baldwin diz que para com as imitações se Trump divulgar a declaração de impostos

É mais um episódio na polémica entre o presidente eleitos dos Estados Unidos e o programa de televisão Saturday Night Live. Donald Trump já tinha criticado o programa de comédia antes de ser eleito, por causa da interpretação de Alec Baldwin, que o imita em várias rábulas, voltou a fazê-lo depois das presidenciais e novamente este sábado.

A cena gozava com o facto de Trump não largar o Twitter - o sketch começa com o presidente a interromper um briefing de segurança sobre a Síria para partilhar o comentário de um aluno do liceu na rede social, uma referência a uma mensagem de um rapaz de 16 anos a criticar a CNN que Trump partilhou. E o magnata demorou cerca de meia hora a ir à mesma rede social criticar o programa.

"Acabei de tentar ver o Saturday Night Live - é impossível de ver! Totalmente faccioso, sem piada e a imitação de Baldwin não pode ficar pior. Triste", escreveu o presidente eleito.

O ator Alec Baldwin respondeu também no Twitter dizendo que acaba com as imitações se Trump divulgar a declaração de impostos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG