Sites utilizam energia dos computadores para ganharem dinheiro sem os donos saberem

Utilizadores não reparam que os seus aparelhos podem ser 'invadidos' e as contas da luz aumentam

Com a queda de receitas de publicidade online, alguns sites estão à procura de outras soluções para pagarem as suas contas, como por exemplo usarem os computadores e telefones dos usuários para conseguirem dinheiro.

Alguns sites, como por exemplo o The Pirate Bay, que armazena filmes e músicas piratas, 'sequestram' o computador dos utilizadores para "minar" criptomoeda, semelhantes à famosa Bitcoin. A ideia passa por essas mesmas páginas terem um código em Javascript que depois é passado para os computadores ou telefones dos utilizadores.

Aí os processadores dos utilizadores são utilizados para solucionar cálculos matemáticos, que depois do processo estar concluído garantirá as tais criptomoedas. Ou seja, na prática os sites estão a utilizar a energia dos computadores dos utilizadores para ganharem dinheiro. Isto faz também com que, na melhor das hipóteses, os computadores fiquem mais lentos, sendo que em alguns casos pode aumentar em largos euros as contas de eletricidade.

"Os sites de jogos e vídeos são mais utilizados em termos deste tipo de recursos. São utilizados durante mais tempo pelos utilizadores, pelo que estes também não percebem que estão a ser usados", disse ao The Guardian uma analista sobre esta nova maneira para que os sites garantam mais receitas, que especialistas em segurança comparam a instalar malware nos computadores dos internautas sem autorização.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG