Quintino Aires gera polémica com declarações sobre ciganos

Um comunicado conjunto de 14 associações descreve as declarações do psicólogo como "inadmissíveis"

As declarações do psicólogo Quintino Aires durante a Crónica Criminal do Você na TV desta quinta-feira, na qual falou sobre a comunidade cigana, estão a gerar polémica e já levaram 14 associações e o Grupo Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas a emitirem um comunicado.

No programa em questão, o psicólogo disse que "a etnia cigana não está integrada em Portugal, invadem as escolas, invadem os hospitais e não respeitam regra absolutamente nenhuma ", que "não respeita as normas do país onde vive" e que "a maioria vive dos subsídios ou trafica droga e não trabalha" - mesmo apesar das advertências de Manuel Luís Goucha quanto às generalizações.

O comunicado das associações, enviado esta sexta-feira, descreve as declarações do psicólogo como "inadmissíveis", as quais "reproduzem preconceitos e estereótipos e promovem posições racistas".

O mesmo comunicado pede uma reação por parte da TVI, da Ordem dos Psicólogos, da Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) quanto às declarações.

Ao jornal Público, a CICDR confirmou este sábado ter aberto um processo para analisar as declarações de Quintino Aires, da qual poderá advir uma contra ordenação ou um processo-crime, por discriminação racial, avança o diário.

Foi criada também uma petição que pede o afastamento do psicólogo do programa das manhãs da TVI e que já soma mais de mil assinaturas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG