Os Marretinhas ganham vida nova na TV, 25 anos depois

O spin-off do fenómeno de popularidade Os Marretas, que junta Miss Piggy, Cocas e companhia em criança, tem nova temporada garantida para 2018 no Disney Júnior

Depois de um regresso aquém das expectativas em 2015, o universo de Os Marretas prepara-se para voltar ao pequeno ecrã, revitalizando um dos seus spin-offs, Os Marretinhas, com uma nova série de animação que se estreará no canal Disney Júnior (também disponível em Portugal) em 2018.

A série gira em torno das personagens clássicas criadas por Jim Henson, como Miss Piggy, o sapo Cocas, Gonzo ou Fonzie, enquanto eram crianças, vivendo juntas na mesma casa, ao cuidado de uma nanny que nunca mostrava a cara na trama. O êxito foi tal que Os Marretinhas prolongaram a sua estada na televisão durante 11 temporadas seguidas, entre 1984 e 1991. Em Portugal, a série de animação chegou dois anos depois do arranque nos EUA, em 1986, e era habitualmente transmitida pela RTP1 nas tardes dos seus sábados.

"Estamos muito entusiasmados, e até um pouco atordoados com o início da produção na nossa versão de Os Marretinhas, que continuam a ser muito acarinhados [pelo público]", frisou à revista Variety a vice-presidente do Disney Júnior, Nancy Kanter", acrescentando que a nova trama será uma versão modernizada em relação à original, desenhada à mão, pela sua computação gráfica.

Cada episódio desta adaptação, sabe-se já, contará com duas histórias com 11 minutos cada. Tal como o projeto inicial, o novo remake do Disney Júnior destina-se a crianças entre os 4 e os 7 anos. Mas não só. "Os pais vão ficar felizes ao verem os seus Marretas preferidos, ainda que visualmente um pouco diferentes daqueles de que se lembram, da série original. Já as crianças serão introduzidas a este mundo acolhedor e divertido que é perfeito para o público do nosso canal", adianta a vice-presidente do Disney Júnior.

Uma das produtoras da nova série é, claro está, a Muppets Studio, subsidiária da Disney que detém os direitos deste universo infantil. "Trazer Os Marretinhas para este canal é uma oportunidade fantástica para conseguirmos chegar a uma nova geração de público e desenvolvermos os nossos programas originais de uma forma criativa. Queremos apelar aos fãs nostálgicos mas chegar a outros novos, através do humor e das emoções que só os Marretas conseguem misturar", afirmou a vice-presidente da Muppets Studios, Debbie McClellan.

Um fenómeno de popularidade

Os Marretinhas foram a forma encontrada pelo criador Jim Henson, marionetista e ilustrador norte--americano de 53 anos, para potenciar o êxito encontrado em Os Marretas. E com razões para isso.

Miss Piggy, Cocas e companhia apareceram, pela primeira vez, em sketches dos programas Sam and Friends, em 1955, e rapidamente se espalharam na cultura pop, protagonizando anúncios de publicidade, aparecendo em talk shows de late night nos EUA e participando em A Rua Sésamo.

A inevitável estreia a solo na TV surgiu em 1976, com a série Os Marretas, o formato de êxito que levou a cinco temporadas e 120 episódios. Foi também com este programa que os famosos bonecos ganharam quatro prémios Emmy, um Grammy e três BAFTA.

O formato acabaria por se tornar um franchise até aos dias de hoje, tendo dado origem a uma linha de vários brinquedos, discos, parques temáticos, a oito filmes para cinema (entre 1979 e 2014), a dois telefilmes e a quatro outras adaptações televisivas ao longo dos anos.

A mais recente de todas estreou-se no ano passado no canal norte-americano ABC - em Portugal no TV Séries - e relatava os bastidores de um talk-show apresentado por Miss Piggy. Apesar da extensa campanha de promoção do regresso destes novos Os Marretas, a série acabou por durar apenas uma temporada e foi cancelada em maio deste ano, face a uma quebra de audiências ao longo dos seus 16 episódios: estreou-se com nove milhões de espectadores e terminou na ordem dos dois milhões. Foi também durante este regresso que aconteceu a muito mediática e inesperada separação entre Miss Piggy e Cocas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG