Onde é que já vi isto? Febre nostálgica vai marcar 2016 e 2017

São precisas mais de quatro mãos para contar os "remakes" de séries para os próximos meses

Ficheiros Secretos, Twin Peaks, MacGyver, Esquadrão Classe A, Star Trek, O Príncipe de Bel-Air, Alf, Gilmore Girls, 24, Prison Break, Relatório Minoritário, Powerpuff Girls, Charmed, Heroes, Xena: A Princesa Guerreira, Full House, Segundas Intenções, Diário da Nossa Paixão e tantas outras. Não chegam todos os dedos de quatro mãos para as contar. Em plena era de ouro da TV, começa a faltar inspiração para novas histórias ou o mercado cada vez mais competitivo leva as estações a apostarem em fórmulas com sucesso já testado? Provavelmente, uma combinação das duas.

Mas a verdade é que a febre nostálgica que está a tomar de assalto o mundo das séries, com dezenas de adaptações de formatos de êxito, acabadas de se estrear ou já com regresso marcado, é uma das principais tendências, senão a principal, do atual mercado de ficção televisiva para este ano e o arranque do próximo.

O mais novo exemplo acaba de vir da CBS. Depois de três meses de especulação, a estação norte-americana já deu luz verde ao remake de MacGyver, dando ordem para se começar a gravar o episódio-piloto. A adaptação da popular série dos anos 1980 não contará, no entanto, com o ator Richard Dean Anderson a dar vida ao desembaraçado e engenhoso protagonista.

O novo MacGyver estará na faixa dos 20 anos e é recrutado como agente de uma organização clandestina, ao serviço da qual vai evitar desastres com os seus conhecimentos científicos. Ainda não se sabe quem será o novo protagonista do projeto que, uma vez que começa a ser gravado em breve, deverá estrear-se ainda este ano.

A série de culto, que foi exibida entre nós na RTP e na TVI, contou com sete temporadas de êxito, entre 1985 e 1992. Henry Winkler, que produziu a trama original, assume o mesmo cargo nesta adaptação, ao lado de James Wan (realizador do popular filme de terror Saw e da sétima longa-metragem da saga Velocidade Furiosa).

Outro exemplo chegou logo no arranque deste ano. A par de Relatório Minoritário, a adaptação para o pequeno ecrã do filme de Steven Spielberg com Tom Cruise, e que se estreou no final de 2015, também a Fox trouxe de volta Ficheiros Secretos há uma semana. O primeiro episódio da nova temporada da série de culto dos anos 1990 de Chris Carter, que conta com o regresso de David Duchovny e Gillian Anderson aos papéis dos agentes do FBI Mulder e Scully, liderou as audiências não só nos EUA como também em Portugal, no cabo.

Ainda este mês chega ao Netflix a nova temporada e sequela de Que Família!, a comédia de familiar de êxito entre 1987 e 1995 e que regressa agora com quase todo o elenco original. Do mesmo género de ficção televisiva, chega algures durante este ano o remake de Alf - Uma Coisa do Outro Mundo, promessa da NBC. A sitcom do final dos anos 1980, que foi exibida em Portugal, acompanhava o dia-a-dia de um extraterrestre na Terra, acolhido pela clã Tanner. Ainda no campeonato das séries familiares de comédia, há ainda outra novidade a caminho: Will Smith, protagonista da sitcom dos anos 1990 O Príncipe de Bel-Air, também aquela que o alavancou na sua carreira de ator, vai produzir um remake da trama, adaptada aos dias de hoje, e com estreia marcada até ao final deste ano, de forma a assinalar as duas décadas sobre o seu fim.

No que toca aos heróis, as séries mundialmente conhecidas e exportadas Xena: A Princesa Guerreira, Esquadrão Classe A e a trama de animação Powerpuff Girls preparam-se para ganhar nova vida - os dois primeiros casos na forma de remake adaptado à atualidade e o segundo com uma nova temporada, após um longo hiato - ainda este ano ou no início do próximo.

Nos últimos meses deste ano deverão estrear-se, ainda, as novas versões de 24 e Prison Break, mas em moldes diferentes: a primeira perde o protagonista, Kiefer Sutherland, e a segunda mantém Wentworth Miller e Dominic Purcell como irmãos Michael e Lincoln. Outros formatos em vias de revivalismo, agora para o formato de série, são os filmes Segundas Intenções e Diário da Nossa Paixão.

Para o início de 2017, de resto, está já marcado um dos mais antecipados regressos que o mundo da TV já presenciou. A terceira temporada de Twin Peaks chega no início do próximo ano e mantém não só David Lynch ao comando como a maioria do seu elenco. Falando de outra marca icónica na ficção televisiva, Star Trek, franchise de êxito criado em 1966, terá uma nova temporada em janeiro, na CBS, com novas personagens, civilizações e aventuras. Também para 2017 está marcado no Netflix o regresso de Gilmore Girls, com nova temporada e mantendo as protagonistas, Lauren Graham e Alexis Bledel, no papel de mãe e filha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG