Netflix suspende produção da série "House of Cards"

Sexta temporada da série, que seria a última, parece estar também em causa

As gravações da sexta e última temporada da série House of Cards foram suspensas esta terça-feira, dois dias depois do protagonista Kevin Spacey ter sido acusado de assédio sexual. A decisão do Netflix deixa em aberto o destino da série e se chegará a haver uma sexta temporada.

Ontem, horas depois de serem conhecidas as acusações contra o ator, que dizem respeito a uma situação passada há mais de 30 anos, soube-se que o Netflix já tinha decidido que a série iria terminar na sexta temporada. Hoje, o serviço disse que a produção da série foi suspensa "para dar tempo de rever a situação atual e para endereçar as preocupações do nosso elenco e equipa".

House of Cards foi um dos primeiros grandes sucesso do serviço Netflix, quando foi lançada em 2013, contando com o poder do oscarizado Spacey e de Robin Wright, o casal presidencial da série. As gravações da sexta temporada tinham começado há semanas, em Baltimore.

Anthony Rapp acusou Spacey de o ter assediado quanto tinha apenas 14 anos e Spacey 26, nos anos 80. Em entrevista ao site BuzzFeed News, o ator contou que estava numa festa no apartamento de Spacey quando tudo aconteceu: quando ficaram sozinhos Spacey terá agarrado nele ao colo e depois ter-se-á deitado em cima dele.

Spacey disse não ter memória do incidente, mas pediu desculpa pelo que disse ter sido "comportamento de bêbedo". "Se eu me tiver comportado da forma como ele descreve, devo-lhe as mais sinceras desculpas", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG