McCarthy: a cidade-fantasma que se tornou estrela de TV

No Meio do Nada mostra o modo de vida num dos locais mais isolados e frios dos EUA.

Um dos locais mais isolados e frios dos EUA, e certamente o mais inóspito na zona este do Alasca. Com um inverno rigoroso e rodeado de animais selvagens como lobos e ursos, conta com uma população de apenas 42 habitantes. É assim McCarthy, a pequena cidade que serve de cenário para No Meio do Nada, a série documental do canal Discovery, que regressa esta noite a Portugal com os restantes novos episódios da primeira temporada.

Um formato que não só mostra o dia-a-dia e o trabalho árduo de quem lá decide viver mas também o dilema da sua pequena população: há quem queira que McCarthy continue isolada do resto do mundo e quem acredite que a cidade terá de se adaptar ao mundo moderno e ao resto da civilização se quiser sobreviver. McCarthy nasceu no início do século XX, na sequência da febre do ouro que atingiu toda a costa oeste dos EUA. A pequena cidade, outrora vibrante e considerada a Las Vegas do Alasca, foi entrando em decadência até se tornar quase um deserto.

Neil Darish, um dos habitantes da cidade-fantasma e um dos protagonistas da série do Discovery, decidiu abandonar a carreira de empresário em Boston, onde nasceu, e mudou-se para McCarthy há 15 anos. Sozinho.

Ao nosso jornal, o norte-americano que nessa altura iniciou o projeto que é hoje o McCarthy Lodge & The Ma Johnson"s Hotel, o restaurante e residencial da cidade, explica porquê. "O meu pai tinha um negócio de restauro e eu adorava isso em criança. Era divertido ver todas aquelas coisas antigas. Décadas depois, conheci alguém que me falou de McCarthy, onde tinha nascido, e onde estava prestes a perder uma propriedade porque devia dinheiro. Quando lá fui, para dar uma vista de olhos, vi aquelas maravilhosas paisagens montanhosas que a rodeiam", conta Darish. Dez anos depois, quando junta o dinheiro suficiente para o investimento, volta à cidade para construir o seu negócio e lá ficar de vez.

Assim como mostra a série documental, manter um restaurante e residencial numa cidade-fantasma não é fácil. "Gerir um negócio tem sempre as suas dificuldades. Acresce aqui em McCarthy o fator sazonal. Esta cidade é completamente diferente no verão e no inverno, que é muito rigoroso. Os turistas que vêm cá nos 90 dias de verão coçam a cabeça quando chegam e dizem: "Mas esta não é a cidade que vejo no programa." Pois claro, não estão cá no inverno!", ri-se o protagonista da série. Num dos vídeos promocionais de No Meio do Nada, ouve-se uma voz que diz: "Todos aqueles que se mudam para McCarthy estão a fugir de alguma coisa." Do quê, afinal? "Toda a gente quer fugir de algo. McCarthy é um sítio diferente e atrai pessoas que são independentes. Estamos a fugir porque sentimos que não precisamos de mais ninguém. As pessoas querem livrar-se ou deixar para trás o que não gostam em si ou as coisas que se arrependem de ter feito. E neste lugar, que tem de ser auto-suficiente, sabemos a diferença entre o que queremos e o que precisamos efetivamente", afirma Neil Darish.

A viver em McCarthy há 15 anos, o norte-americano não tem dúvidas: "Quem decide mudar-se para aqui e ter este estilo de vida tem de gostar de si próprio porque se forem idiotas, terão de viver consigo mesmas. Ou azedas. E isso não é divertido", frisa Darish, acrescentando que a reação entre os poucos habitantes da cidade foi mista quando a equipa de filmagens do Discovery se mudou de malas e bagagens para o local, para arrancar as gravações da série.

Darish, que já está a gravar uma segunda temporada de No Meio do Nada, não teve dúvidas. "Espero que o Discovery continue a filmar em McCarthy." Ainda assim, frisa que a vida na cidade-fantasma deixou a sua vida emocional de lado. "Tenho-me focado no meu trabalho e a minha vida pessoal sofreu à conta dessa despesa. É difícil encontrar qualquer tipo de amor por alguém quando se está no meio do nada, por isso casei-me com o meu trabalho", conta. Mas remata: "A maior lição que aprendi ao mudar-me para McCarthy foi que, ao isolar-me a este ponto, aprendi a lidar e a comportar-me melhor com os outros. E esta?!", ri-se.

Neil é um dos oito protagonistas que a série do Discovery Channel acompanha. São sete homens e uma mulher (Jenny Rosenbaum, que começou por trabalhar com Neil mas com quem entrou em conflito), todos com passados distintos e em busca de objetivos de vida diferentes.

O regresso de No Meio do Nada faz-se hoje e em dose dupla, com dois episódios, às 22.55 e 23.50.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG