José Fragoso é o novo diretor de programas da RTP

Terá também a mesma função na RTP Internacional

José Fragoso é o novo diretor de programas da RTP e da RTP Internacional. É o regresso a um canal e um cargo que bem conhece e que já ocupou, antes de sair em 2011 para ocupar o mesmo lugar na TVI.

substituindo Daniel Deusdado no cargo, de acordo com um despacho a que a Lusa teve hoje acesso.

O novo Conselho de Administração da RTP, constituído por Gonçalo Reis (presidente), Hugo Figueiredo e Ana Fonseca, foi eleito na passada sexta-feira para o mandato 2018-2010, tendo cessado funções Cristina Vaz Tomé e Nuno Artur Silva.

Na reunião de hoje, o Conselho de Administração da RTP "deliberou aceitar o pedido de cessação de funções apresentado pelo diretor de serviços de programas RTP1 e RTP Internacional, Daniel Fernando Deusdado Carmo", tendo esta decisão sido comunicada às entidades competentes, lê-se no despacho sobre nomeações/exonerações.

Daniel Deusdado "cessa igualmente funções do cargo que exercia, em acumulação, na área de conteúdos, comunicação e apoio estratégico", refere o Conselho de Administração, no despacho.

"Na sequência daquela decisão", a administração liderada por Gonçalo Reis "deliberou proceder à nomeação de José Manuel Fragoso dos Santos diretor dos serviços de programas RTP1 e RTP Internacional, sujeito ao parecer vinculativo da ERC [Entidade Reguladora para a Comunicação Social], solicitado nesta data".

Também cessam funções do cargo de diretor de engenharia, sistemas e tecnologia Carlos Manuel Ferreira Gomes Cruz e do cargo de diretor de produção Carlos António Loureiro Barrocas.

A administração nomeou Carlos Barrocas para diretor de engenharia, sistemas e tecnologia e Paulo Jorge Paiva Resende para diretor de produção.

"Os diretores agora nomeados apresentarão ao Conselho de Administração, no prazo de 30 dias, uma proposta de reorganização da respetiva área", lê-se no documento.

Na primeira reunião do novo Conselho de Administração ficaram ainda definidos os pelouros dos três elementos do órgão.

Sob a alçada de Gonçalo Reis ficam os pelouros de relações institucionais e arquivos, 'marketing' estratégico e comunicação, multimédia, comercial, cooperação, núcleo museológico e apoio ao serviço público, e auditoria interna.

O pelouro financeiro, recursos humanos, jurídico, compras e património, engenharia, sistemas e tecnologia, aquisição de conteúdos e controlo de grelha, e os centros regionais dos Açores e da Madeira ficam com a administradora Ana Dias, enquanto a produção, emissão, informação televisão, informação rádio, desenvolvimento de conteúdos, direitos e produção desportiva, centro de produção Norte, e os canais de rádio e de televisão da RTP ficam sob alçada de Hugo Figueiredo.

Com Lusa

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG