Jaime Fernandes "era um grande profissional", diz Carlos Magno

O presidente da ERC lamentou a morte de Jaime Fernandes com quem aprendeu muito profissionalmente

O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), Carlos Magno, lamentou esta quinta-feira a morte do provedor do telespetador da RTP, Jaime Fernandes, sublinhando que "era um grande profissional".

Jaime Fernandes, 69 anos, que exerceu vários cargos na RTP e era desde 2013 provedor do telespetador da televisão pública, morreu esta quinta-feira, de acordo com fonte da RTP.

Além de provedor, integrava ainda a administração da Meo/Arena, onde estava envolvido na organização da Web Summit.

"Era a voz portuguesa da Música na América [programa radiofónico de Jaime Fernandes", disse Carlos Magno.

O presidente da ERC adiantou que primeiro conheceu Jaime Fernandes à distância, através dos seus programas de rádio, e depois profissionalmente, com quem aprendeu.

"Era um grande profissional e um 'gentleman'", sublinhou.

Antes do 25 de Abril de 1974, Jaime Fernandes exerceu as funções de locutor e jornalista da então Emissora Nacional.

Exclusivos