Gilmore Girls. A série "sorrateiramente feminista"

A pouco mais de dois meses do regresso pela mão da Netflix, a atriz Lauren Graham relembra o feminismo inerente ao enredo e personagens da série

Qualquer fã de Gilmore Girls dirá o mesmo: esta não é apenas a história de uma mãe e filha fora do comum, que vivem numa cidade ainda mais insólita. É uma história de amor, de amizade, com dramas familiares, sonhos e um humor, no mínimo, peculiar. A pouco mais de dois meses do regresso da série pela mão da Netflix, nove anos após o episódio final, a protagonista Lauren Graham, que dá vida à mãe, Lorelai Gilmore, relembra o público de algo muito importante: o feminismo inerente a este enredo e personagens.

"Seria uma falha não dizer que a principal força da Rory e da Lorelai, mesmo que acreditem no amor verdadeiro, é que se têm sempre uma à outra. A série é sorrateiramente feminista, no sentido em que elas sempre estiveram felizes quando estavam apaixonadas, mas também quando não estavam. Essa autossuficiência é o mais importante", frisa a atriz de 49 anos.

O debate que os fãs mais alimentam no que toca a Rory, a filha, prende-se com os seus namorados ao longo da trama - "Quem irá ela escolher: Dean, Jess ou Logan?". Mas Alexis Bledel, à semelhança de Graham, recusa-se a resumir a sua personagem ao homem que esta tem a seu lado. "Nem sequer tinha pensado nisso. Eu perguntava-me se a Rory tinha sido bem-sucedida na sua carreira. Queria que ela vingasse depois de trabalhar tão arduamente. Ela estabelece muitos objetivos e sempre foi muito ambiciosa academicamente. Era a única coisa em que eu pensava", garantiu a atriz de 34 anos.

Esta semana, a criadora da série, Amy Sherman-Palladino, ofereceu dois grandes presentes aos fãs: por um lado, novas imagens do remake tão esperado; por outro, a primeira página do guião do episódio de arranque.

"Li os primeiros três episódios de uma vez só. Senti que fui transportada para aquele tempo e lugar que existe na imaginação das pessoas. Foi tão fácil voltar a entrar no ritmo e começar a trabalhar. O que foi uma sorte, porque tive mesmo que o fazer no dia seguinte", brincou Bledel.

Gilmore Girls: A Year in the Life estreia-se a 25 de novembro na Netflix.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG