Fãs de 'Lei e Ordem' compreendem melhor violência sexual

Estudo mostra que os espectadores da série têm melhor noção de consentimento sexual do que os que veem CSI

Uma investigação levada a cabo pela Universidade de Washington mostra que os espectadores de Lei e Ordem têm uma melhor compreensão de consentimento sexual do que os espectadores de outras séries criminais, como CSI ou Investigação Criminal.

Através de inquéritos realizados a 313 estudantes universitários, baseados nessas três tramas televisivas, o estudo mostrou uma relação entre a forma como a violência sexual é retratada no pequeno ecrã e a forma como as pessoas veem o consentimento sexual. A conclusão foi esta: quem acompanha Lei e Ordem demonstra maior tendência para apoiar a decisão do seu parceiro sobre ter ou não sexo e para dizer não a atividades sexuais com as quais não se sinta confortável.

Quem vê mais CSI, por exemplo, revela menos intenções de procurar esse consentimento. Já os espectadores de Investigação Criminal, produziram uma reação mais neutra.

A razão pela qual os questionários foram feitos a estudantes, explicaram os investigadores, é porque a violência sexual é um problema crescente em campus universitários.

E porque é que o CSI não remete para uma maior consciência de agressões sexuais? Porque é uma série muito focada nos investigadores e nas cenas de crimes. "O espectador não vê o criminoso a ser apanhado e certamente não o vê a ser castigado", explicou Stacey Hust, uma das autoras do estudo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG