Conheça alguns segredos do WhatsApp

Por mês, 1, 5 mil milhões de pessoas usam este serviço de mensagens, um dos mais populares do mundo. Mas será que está a usar todas as potencialidades do WhatsApp?

Os números não enganam. O WhatsApp é um dos serviços de mensagens mais populares do mundo. Lançado em 2009 e comprado pelo Facebook em 2014, esta aplicação chegou aos 1,5 mil milhões de utilizadores por mês.

Por dia, são enviadas cerca de 60 mil milhões de mensagens através do WhatsApp. Mas será que está a par de todas as funcionalidades deste serviço?

Para o ajudar a otimizar a utilização deste serviço, o Dinheiro Vivo dá-lhe a conhecer alguns truques do WhatsApp.

Sabe quem leu as suas mensagens? Os vistos azuis ajudam quando está a trocar mensagens com uma pessoa, mas quando está inserido num grupo também há forma de saber. Seleciona uma mensagem que enviou, carrega nos três pontos na parte superior direita e escolha Detalhes, que lhe dá acesso à lista de pessoas que já viram o que escreveu.

Quantas mensagens enviou? E quantas já recebeu? Encontra a resposta depois de aceder às Definições, selecionar Dados e Armazenamento e escolher a opção Estatísticas de utilização.

As conversas que ocupam mais espaço. Depois de aceder às Definições, escolha a opção Dados e Armazenamento e, por último, Utilização de Armazenamento. Aí, fica a saber quais são as mensagens que ocupam mais espaço no smartphone.

Apagar mensagens enviadas. Se por alguma razão se arrependeu de enviar uma mensagem, saiba que já é possível apagá-la antes que a outra pessoa a veja. Pressiona a mensagem que quer apagar, seleciona o botão Eliminar e confirmar a decisão.

Vistos azuis. Dois vistos azuis significam que a pessoa já leu a mensagem. Mas se não quer que as outras pessoas saibam que já leu as mensagens, há uma funcionalidade que o permite. Basta ir às Definições, Conta, Privacidade e desativar a opção Recibos de leitura. E o assunto fica resolvido.

Última vez online. Se não quer partilhar esta infiormação que aparece por defeito no WhatsApp, basta ir a Definições, Conta, Privacidade e escolher a opção Última vez online. Ao escolher Ninguém quer dizer que pode aceder ao serviço sem ninguém saber.

Formatar mensagens. Se quer destacar palavras a negrito, itálico, por exemplo, pode fazê-lo. Seleciona as palavras que quer destacar e no balão que aparecer vão surgir três pontos aom lado de Cortar, Copiar e Colar. Ao carregar nos três pontos, as opções para formatar a sua mensagem vão surgir.

Conversa enviada para o email. Entra na conversa que quer guardar, abrir as opções e escolher Mais e selecionar Enviar conversa por email. Pode escolher com ou sem anexos.

Atalhos. No ecrã principal do smartphone podem estar atalhos para os contactos ou grupos de contactos com os quais interage mais. Basta selecionar a conversa e escolher Criar atalho para conversa nas opções apresentadas.

Mensagens para ler mais tarde. Se é inundado por mensagens e não tiver tempo para as ler no momento em que as recebe, escolha as que quer ler mais tarde e com mais calma. Selecione a mensagem e escolha o ícone de estrela que vai surgir na parte superior. No ecrã principal do WhatsApp, carregue depois nas opções e escolha 'Mensagens assinaladas' para ver o que guardou.

Uma mensagem para vários contactos. Na janela principal do WhatApp, carregue nos três pontos do lado superior direito e selecione 'Nova lista de destinatários'. Selecione quem quer que veja a mensagem e cada um vai receber, de forma individual, o que enviou.

Silêncio. Se já não aguenta o som das notificações sempre que recebe uma mensagem, basta escolher a conversa desejada e carregar no símbolo da coluna rasurada. Continua a receber as mensagens, mas não as notificações.

Personalizar notificações. Através de uma notificação pode saber de quem é a mensagem que acabou de receber. Pode definir uma notificação personalizada para cada contacto. Basta que selecione um contacto, escolha a opção Notificações personalizadas e aí escolha um toque e uma vibração diferente ou uma cor diferente.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.