Ana Lourenço é bem vinda, mas atenção aos recibos verdes

A Comissão de Trabalhadores da RTP reage à contratação da antiga pivô da SIC.

A Comissão de Trabalhadores deu as boas vindas a Ana Lourenço, que esta terça-feira foi anunciada como a nova pivô da RTP3, um mês e meio depois do seu pedido de demissão da SIC, mas advertiu para a condição precária dos trabalhadores da estação pública a recibos verdes.

"Na sequência da nota informativa tornada hoje [terça-feira] pública pela RTP, também a Comissão de Trabalhadores gostaria de dar as boas vindas à nossa colega, Ana Lourenço, jornalista de reconhecido mérito profissional. Esta CT espera, no futuro, poder dar as boas vindas aos quadros da RTP aos muitos trabalhadores precários a recibo verde, sem os quais seria impossível manter a funcionar o Serviço Público de Rádio e Televisão de Portugal, e que cuja contratação ainda não foi alvo de qualquer exceção por parte do Sr. Ministro da tutela, Dr. João Soares", lê-se no documento enviado pela comissão esta terça-feira aos funcionários da RTP.

O mesmo documento termina ainda da seguinte forma: "O serviço público precisa de todos os profissionais competentes que nele trabalham tratados por igual e com os mesmos direitos".

Recorde-se que a RTP confirmou esta terça-feira a contratação da jornalista de 43 anos, que passou a última década e meia na informação de Carnaxide.

"A RTP dá as boas-vindas a Ana Lourenço e congratula-se pelo facto de a jornalista ter aceitado o desafio da RTP e onde assumirá funções como pivô no canal de informativo do operador público, RTP3", frisou a estação em comunicado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG