Casa colapsa em Amatrice durante reportagem em direto da CNN

Edifício desmoronou-se a poucos passos da jornalista que fazia reportagem sobre as operações de resgate depois do sismo em Itália

Amatrice é uma cidade em ruínas. Depois do sismo da madrugada da passada quarta-feira, não ficou praticamente pedra sobre pedra na povoação da província de Rieti, uma das mais afetadas pelo terramoto de magnitude 6,2 na escala de Richter que abalou o centro de Itália.

Os edifícios que ficaram de pé estão em situação instável e muitos ameaçam ruir, dificultando as operações de resgate e salvamento e tornando perigosa a permanência nas imediações. Foi isso mesmo que testemunhou a jornalista Barbie Nadeau, que ontem, quarta-feira, fazia reportagem em Amatrice para a CNN.

Durante um direto, em que a repórter apontava para um arriscado salvamento no telhado de uma das moradias afetadas pelo sismo, o edifício por trás dela colapsa. Apesar de não ser visível o momento em que a casa desmorona, já que o repórter de imagem, surpreendido, baixa a câmara tentando abrigar-se de eventuais destroços, as imagens mostram depois o estado em que ficou a residência, com o interior completamente à mostra. A equipa não fica ferida, mas é audível um "Jesus!" da jornalista, que fica visivelmente abalada pelo ocorrido.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG