Atores sem contrato deixam "Modern Family" em risco

O canal ABC e a 20th Century Fox Television estão em negociações sobre o salário dos protagonistas da série de comédia

Uma próxima temporada de Uma Família Muito Moderna está em risco de não chegar ao ecrã por falta de acordo entre a 20th Century Fox Television e a ABC. De acordo com o The Hollywood Reporter, o elenco de atores acaba de gravar a atual temporada na próxima sexta-feira e até agora os seus contratos para um novo conjunto de episódios ainda não foram renovados.

São os salários de Sofia Vergara, Julie Bowen, Ty Burrell, Eric Stonestreet, Jessie Tyler Ferguson e Ed O'Neill que estão em causa, já que o canal, que financia parte dos custos de produção, quer reduzir custos. De acordo com aquela publicação, cada um dos seis protagonistas da série de comédia vencedora de 22 prémios Emmy e um Globo de Ouro recebe cerca de 350 mil dólares (330 mil euros) por episódio e, como acontece tradicionalmente, deve propor um aumento de salário para se manter no elenco. Um cenário que não agrada à ABC.

Já em 2012, os seis atores de Uma Família Muito Moderna desistiram da ação judicial contra a 20th Century Fox depois de terem chegado a acordo com a produtora para a melhoria dos seus salários. Na altura, Vergara, Bowen, Burrell, Stonestreet e Tyler Ferguson passaram a receber 122 mil euros por capítulo, um aumento de 69 mil euros em relação aos ordenados anteriores.

A renovação de contratos, ou a não renovação, terá de ficar decidida até meados de maio e apenas nessa altura se ficará a saber o futuro de Modern Family. A série de Christopher Lloyd e Steven Levitan estreou-se em 2009 e continua a ser o programa mais visto da ABC e a segunda série de humor, atrás de The Big Bang Theory, com mais audiência da TV norte-americana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG