Administração da Lusa presidida por Nicolau Santos aprovada "por unanimidade"

Apenas o Plano de Atividade e Orçamento de 2018 foi adiado para maio

A nova administração da Lusa, liderada pelo jornalista Nicolau Santos, foi esta quarta-feira aprovada por "unanimidade" pela assembleia-geral da agência de notícias, disse hoje o vice-presidente da mesa da assembleia-geral, António Simões Silva.

"A administração foi aprovada por unanimidade", afirmou o vice-presidente, que adiantou que, dos oito pontos agendados para a reunião magna de hoje, sete foram votados.

"Só o último ponto foi adiado para 10 de maio", o qual corresponde ao Plano de Atividade e Orçamento de 2018, disse.

A proposta de adiamento deste último ponto contou com os votos contra dos acionistas privados da Lusa Global Media e Impresa.

O ministro da Cultura afirmou que a Lusa passa "a partir de hoje a ter uma liderança capaz de levar o seu projeto adiante", salientando que a agência de notícias tem "uma estratégia clara e definida".

Luís Filipe de Castro Mendes falava esta manhã no encerramento da conferência "A Sustentabilidade dos Media em Portugal", organizada pela Escola Superior de Comunicação Social (ESCS), em Lisboa.

"A Lusa passa também a partir de hoje a ter uma nova liderança capaz de levar o seu projeto adiante, para tal convidámos o jornalista Nicolau Santos", afirmou o governante.

Em 28 de dezembro, a Lusa noticiou que o Governo ia nomear o jornalista Nicolau Santos para presidente da agência Lusa, substituindo Teresa Marques no cargo.

Além da nomeação de Nicolau Santos, a assembleia-geral da Lusa tinha na ordem de trabalhos a aprovação das contas de 2017 e o orçamento para este ano, entre outros pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG