2016. O ano das séries culto, dos crimes e heróis de BD

'Ficheiros Secretos', 'American Crime Story' e 'Vinyl' entre as séries mais aguardadas do ano, segundo diretores dos canais de séries

Já elaborou uma lista exaustiva de séries para ver nos próximos meses? Então sugerimos seriamente que a reveja. É que 2016 ameaça ser um ano de fortes novidades na área da televisão, reforços à já talvez absurda quantidade de formatos na ficção televisiva - no ano passado estrearam-se 409 séries, um número recorde. Gostos são gostos, não se discutem, mas, pelo sim pelo não, pedimos a opinião a quem percebe do assunto. Quais são, afinal, as tendências para este ano e quais as tramas mais promissoras?

"Prevê-se uma grande aposta em séries non-procedural, ou seja, dramas de forte base argumental com intrigas complexas e densas, com um enorme apelo dramático e que prometem clímax. Outra das tendências são as adaptações de banda desenhada [especialmente da Marvel], exemplos de Legends of Tomorrow, Jessica Jones, Daredevil, Luke Cage, Defenders, Preacher ou Outcast", começa por sublinhar Gonçalo Moura, diretor de programas da Fox Portugal.

Mais: "Vários realizadores de cinema conceituados estão a ser transportados para a TV: Martin Scorsese (com Vinyl), Baz Luhrmann (The Get Down), David Fincher (Mindhunter) ou Ridley Scott (The Man in the High Castle)", aponta o mesmo responsável.

"Por outro lado", continua, "há também o regresso de séries de culto e de sucesso em décadas passadas, como Ficheiros Secretos, Full House, Tales from the Crypt, Twin Peaks ou Os Marretas".

António Teixeira, diretor de TV e Digital na NOS Lusomundo TV (empresa que produz e distribui os Canais TVCine & TVSéries), destaca também, como uma das principais tendências, o ressuscitar de clássicos como Ficheiros Secretos e Twin Peaks, apontando ainda como exemplos Star Trek e Roots, que "já estão em pré-produção".

Outro título incontornável do pequeno ecrã, frisa ainda o executivo, é A Guerra dos Tronos. "Independentemente das audiências, é impossível não mencionar A Guerra dos Tronos, é um fenómeno mundial. Mesmo as temporadas anteriores têm ultrapassado as nossas expectativas."

As mais aguardadas?

American Crime Story (que reconstrói o julgamento de O.J. Simp-son) é, para Gonçalo Moura, a resposta óbvia. "Embora ainda não se tenha estreado, já foi renovada para uma segunda temporada. E estará muito em breve na Fox", revela.

Na sua opinião, de entre as tramas que vão chegar em força neste ano a Portugal, sobressaem ainda Ficheiros Secretos (os seis novos episódios arrancam a 26 de janeiro na Fox), "pelo seguimento de culto que alcançou a nível mundial"; The Catch, "a nova criação da máquina de Shonda Rhimes"; Out-cast, "uma aposta in-house, com muito potencial, do mesmo criador de The Walking Dead"; Billions; Ash vs. Evil Dead; Queen of the South, "a versão feminina de Pablo Escobar com a atriz brasileira Sónia Braga no principal papel e Joaquim de Almeida com grande destaque"; e ainda Shades of Blue, "por ter Jennifer Lopez como protagonista".

Já António Teixeira destaca as apostas do canal norte-americano HBO, como "Vinyl [de Mick Jagger e Martin Scorsese], Westworld (com Anthony Hopkins e Evan Rachel Wood), Codes of Conduct, Divorce (comédia com Sarah Jessica Parker) e Big Little Lies (com Nicole Kidman e Reese Witherspoon)". Todos eles com estreia garantida no TV Séries, frisa o diretor, que aproveita também para destacar a série Billions, do canal Showtime, que arranca a 24 de fevereiro na sua estação. "De resto", conclui António Teixeira, "é de louvar a oferta muito alargada de séries atualmente em Portugal, com algo disponível para todos os públicos".

A revista Variety fez este mesmo exercício. E, curiosamente, algumas das mais promissoras séries de 2016, eleitas pela publicação, batem certo com as previsões dos responsáveis portugueses: casos de Shades of Blue, Billions, American Crime Story, Vinyl, Fuller House, The Catch e Westworld. A publicação destaca ainda tramas como Teachers (TV Land), Madoff (ABC) ou The Night Manager (AMC), para já só com datas de estreia nos EUA.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG