Universidade e Associação Académica de Coimbra investem no desporto adaptado

Coimbra, 02 jul 2019 (Lusa) - A Universidade e a Associação Académica de Coimbra assinaram hoje um contrato-programa que prevê um apoio de 260 mil euros para atividades culturais e desportivas, tendo como um dos objetivos fundar modalidades de desporto adaptado.

O contrato-programa prevê um apoio de cerca de 260 mil euros da Universidade de Coimbra (UC) para a Associação Académica de Coimbra (AAC) para o ano letivo 2019/2020, por forma a apoiar as atividades de cariz artístico, cultural e desportivo desenvolvidas pela comunidade estudantil, afirmou hoje o reitor da UC, Amílcar Falcão.

Na área desportiva, o reitor defendeu o empenho conjunto das duas instituições em criar "secções desportivas inéditas [na AAC] e que consigam cobrir os interesses diversificados dos estudantes, mas, ao mesmo tempo, com uma função de integração social".

"Por isso, também este financiamento servirá no auxílio das atuais secções desportivas em investir no desporto adaptado, servindo igualmente para fundar modalidades especialmente vocacionadas para as pessoas com deficiência", afirmou Amílcar Falcão, que discursava na cerimónia de assinatura do contrato-programa.

O reitor da UC frisou ainda que, após a realização dos Jogos Europeus Universitários em Coimbra, é necessário "preservar o legado construído e antecipar o futuro".

"A Universidade de Coimbra e a Associação Académica de Coimbra têm uma responsabilidade social tremenda e não podemos fugir a esta missão", vincou, salientando que o apoio atribuído para este ano letivo é "o maior financiamento direto de que há registo".

Segundo o reitor, irá ser também encetada uma revisão com a AAC dos mecanismos de financiamento, com a intenção de se aproveitar a capacidade instalada e de se identificarem "novos campos de atuação, como é o caso do combate às alterações climáticas".

O presidente da direção-geral da AAC, Daniel Azenha, enalteceu a "abertura e disponibilidade" da Universidade no apoio às atividades culturais e desportivas da instituição, referindo que uma das prioridades da associação será aumentar o número de atletas a participar nas secções desportivas da casa.

Exclusivos