Revista Egoísta distinguida com o 1.º Prémio no Concurso Criativo Antalis/2017

O número 60 da revista Egoísta, foi distinguido com o 1.º Prémio no Concurso Criativo Antalis/2017, anunciou hoje a Estoril Sol, que a publica.

"Com esta distinção, a revista Egoísta obtém, em 18 anos, o seu 83.º prémio, tendo sido já reconhecida a nível nacional e internacional nas áreas do jornalismo, 'design', edição, criatividade e publicidade, o que a torna numa das publicações mais premiadas de Portugal e da Europa", assinala a Estoril Sol em comunicado.

O Prémio Antalis distingue a melhor criação impressa em papéis reciclados e/ou criativos. Para esta capa, a escolha foi o papel "Curious Matter Adiron Blue 270g", e que segundo a Estoril Sol, a distinção "demonstra que a seleção de um papel é, por si só, um ato criativo".

Esta edição da Egoísta, que saiu em abril do ano passado, tinha sido já distinguida na cerimónia dos Papies 2017 com um Grande Prémio na categoria de Revista.

A "política" é a temática deste número da revista Egoísta, que incluiu uma entrevista ao primeiro-ministro.

Referindo-se à publicação, a sua editora, Patrícia Reis, afirmou que a escolha "começou com um 'poster' de grande dimensão que revela o que a Assembleia da República pode ser um dia e um editorial do diretor da revista, Mário Assis Ferreira, que explana na exatidão o que a política é".

"Há ainda uma entrevista ao primeiro-ministro, António Costa, onde se fala sobre cultura, oposição - 'a oposição que se governe', como afirma na entrevista -, o futuro e não se refere uma única vez a palavra geringonça", afirmou a escritora Patrícia Reis.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, surge através de um portfólio de João Porfírio. Na área da fotografia é recordado o funeral do Presidente cubano Fidel Castro, na primeira semana de dezembro do ano passado, pela objetiva de João Pina, e são reproduzidas imagens de momentos africanos, por Ralph Ziman.

Um texto sobre política internacional é assinado por Paulo Portas, contando este número com ensaios/ideias de Daniel Oliveira, Ana Plácido, Adolfo Mesquita Nunes, Maria Manuel Viana, Eduardo Pitta, Michelle Obama, Rui Patrício, Ana Saragoça e João Gomes de Almeida.

A revista publicou também um poema inédito de Manuel António Pina (1943-2012), escrito para uma das filhas, no momento em que chegou aos 18 anos, "um poema sobre a liberdade e o que isso acarreta", disse à Lusa Patrícia Reis, editora da revista.

Quanto à área da ficção, este número conta com as colaborações dos escritores Dulce Maria Cardoso, Bruno Vieira Amaral, Patrícia Portela, José Luís Peixoto, Carlos Domingues, tendo Patrícia Reis destacado um conto em exclusivo para a Europa da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG