Restaurados mosaicos dos séculos III e IV em antiga 'villa' romana junto a Faro

A Direção Regional de Cultura do Algarve (DRCAlg) iniciou a primeira fase de restauro de um conjunto de mosaicos dos séculos III e IV, integrados no complexo arqueológico das Ruínas Romanas de Milreu, situado junto a Faro.

Em comunicado divulgado hoje, a DRCAlg adianta que a intervenção tem como objetivo a conservação e preservação dos mosaicos, bem como "melhorar a leitura e a compreensão deste importante conjunto artístico", que corresponde a uma fase de remodelação e ampliação da "villa" romana.

Nesta fase dos trabalhos, que deverão prolongar-se por cinco meses, estão a ser intervencionados alguns dos pavimentos mais icónicos da 'villa' romana, ilustrados com peixes e uma lula sorridente, assim como os pavimentos dos 'cubicula' que lhe estão anexos, refere aquele organismo.

No trabalho em curso estão a ser realizadas acções de limpeza dos mosaicos, tratamento de infestantes, aplicação de argamassas de consolidação e refechamento de juntas.

Os muros e os revestimentos das paredes dos compartimentos que integram os painéis de mosaicos serão também alvo de trabalhos de reparação e consolidação, enumera a DCRAlg.

Com um custo de aproximadamente 30.000 euros, a intervenção, que vai condicionar a circulação no monumento, enquadra-se no Projecto de Conservação Requalificação das Ruínas Romanas de Milreu.

O investimento total para a concretização do projeto é de 529.870 euros, financiados pelo Programa CRESC Algarve 2020, com previsão de execução até 2020.

Localizada a poente da aldeia histórica de Estói, a oito quilómetros de Faro, a 'villa' rústica de Milreu revela uma ocupação continuada desde o século I e até ao século XI.

A 'villa' terá sido habitada por famílias de elevado estatuto social e político, tendo sido erguido, no século IV, um edifício religioso ainda hoje conservado, destinado ao culto privado da família.

Entre os séculos XVI e XIX, e sobre as divisões privadas da antiga casa romana, foi erguida uma casa rural com contrafortes cilíndricos.

Esta 'villa' contém um importante volume de achados arqueológicos, como mosaicos de temática predominantemente marinha, revestimentos marmóreos e cerâmicos diversos, estuques pintados e escultura decorativa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG