Primeiro Salão do Livro Maçónico em Portugal disponibiliza 250 títulos

O I Salão do Livro Maçónico em Portugal realiza-se no fim de semana em Lisboa, disponibilizando 250 títulos sobre a temática da maçonaria, e com uma programação que inclui várias conferências, disse à Lusa a organização.

O Salão do Livro Maçónico tem lugar na Câmara de Comércio e Indústria, na rua das Portas de Santo Antão, em Lisboa, onde será instalada uma réplica de um templo maçónico, segundo o rito escocês antigo, que é o mais seguido em todo o mundo, disse à agência Lusa Pedro Rangel, grão-mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal, um das obediência maçónicas que faz parte da organização do evento.

Referindo-se ao salão, Rangel afirmou: "É um evento cultural positivo da Maçonaria, que é uma ordem iniciática de homens e mulheres de princípios éticos e humanos, que nós defendemos, e que nada tem a ver com trocas de favores ou pressões".

O Salão do Livro Maçónico, uma iniciativa que passará a ter regularidade anual, realiza-se no sábado e domingo, no âmbito dos 300 anos da Maçonaria, e da programação consta a apresentação de várias obras, entre elas, "O Rito Memphismisraim", de Ana Margarida Santos. Segundo Pedro Rangel, este é o rito "esotérico e espiritualista da maçonaria universal" que segue a sua Grande Loja, que tem cerca de 500 membros.

Em Portugal, segundo o responsável existem "cerca de 7.000 maçónicos", que estão agregados em outras obediências como o a Grande Loja Simbólica da Lusitânia, a Grande Loja Legal de Portugal, ou o Grande Oriente Lusitano (GOL), que fazem parte da organização do salão. O GOL participa no salão através do Museu Maçónico.

A realização do Salão do Livro Maçónico, que se realiza pela primeira vez em Portugal, "é praticada há décadas em outros países, como a França", disse Pedro Rangel, explicando que além de livros relacionados com a história, os ritos e o pensamento da Maçonaria, disponibilizará para venda materiais relacionados com as práticas maçónicas.

Da programação consta um painel de conferencista: Pedro Rangel abre no sábado às 11:00 falando sobre "O pensamento maçónico de António Telmo", filósofo português natural de Almeida, na Beira alta, que viveu entre 1927 e 2010. Carlos Otero falará sobre "Mozart e a Maçonaria", Dimitri Arsenakis apresentará uma perspetiva sobre o Grande Oriente de França, que está também representada no salão, José Manuel Anes apresentará uma palestra sobre "A Maçonaria em Portugal", Roger Dagez falará sobre a "Maçonaria Egípcia" e, a encerrar, António Ventura que falará sobre os 300 anos de Maçonaria.

Data de 1717 as Constituições de Andersen, que "vai regular toda a Maçonaria que estava dispersa", sistematizando e apresentando a organização dos princípios maçónicos.

No dia 24 junho de 1717, quatro lojas maçónicas de Londres reuniram-se na taverna O Ganso e a Grelha, e formaram a primeira Grande Loja do mundo.

No plano editorial, em Portugal a Zéfiro, que representa a brasileira Madras Editora, é "a maior editora maçónica portuguesa, contando-se também algumas edições esporádicas". No salão estão disponíveis 250 títulos em português.

Exclusivos