Palácio de Mafra tem miniatura construída a partir de tecnologia laser

Mafra, Lisboa, 14 nov (Lusa)- O Palácio de Mafra é o primeiro monumento tutelado pela Direção-Geral do Património Cultural (DGCP) a ter uma miniatura construída a partir de tecnologia laser usada pelos arquitetos na reprodução tridimensional de edifícios já existentes, informou aquele organismo.

A maquete contemporânea do palácio é apresentada na quinta-feira e encerra as comemorações do tricentenário do lançamento da primeira pedra do monumento.

A miniatura foi construída pelas oficinas de Manuel Gaspar, depois de o Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design (CIAUD), da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, ter procedido a observações, medições, a um levantamento fotográfico de todas as posições do monumento e a um varrimento laser tridimensional.

Esta técnica moderna "permitiu uma minuciosa medição e transcrição gráfica de todos os componentes das fachadas do Real Edifício, bem como da sua forma arquitetónica", resultando na construção fidedigna de uma miniatura do monumento, explicou a DGPC.

O estudo e a execução da maquete contaram com o apoio de mecenas.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.