Obras da nova esquadra da PSP de Cedofeita no Porto arrancam quinta-feira

As obras da futura esquadra da PSP de Cedofeita, no Porto, nas instalações da antiga junta de freguesia, arrancam na quinta-feira e durarão ano, adiantou hoje à Lusa o presidente da união de freguesias do Centro Histórico.

No final da assinatura do auto de consignação da obra, o presidente da União de Freguesias do Centro Histórico (que reúne Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória), António Fonseca, disse que o investimento a cargo do Governo ultrapassa os 600 mil euros.

A empreitada vai transformar o edifício da antiga Junta de Freguesia de Cedofeita na mais recente esquadra da PSP no Porto, materializando uma decisão de 2014 promovida pelo anterior governo e que o atual financiou.

Ao abrigo do protocolo celebrado em 2015, as instalações da antiga junta de freguesia são cedidas por 15 anos, ficando a requalificação a cargo do ministério.

Presente na cerimónia, a secretária de Estado adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, falou num "momento importante" para os cidadãos do Porto e PSP.

A governante vincou que o projeto "não esteve esquecido", mas demorou "algum tempo" a arrancar porque teve de ser revisto.

Estas novas instalações vão permitir à PSP cumprir "ainda melhor" a sua missão, elogiando a articulação que houve neste processo entre a Administração interna e o poder local.

"Quem não entender esta visão conjunta não consegue percecionar o que é importante em termos de respostas ao cidadão", ressalvou.

Isabel Oneto frisou que o Governo sabe em que condições estão as forças de segurança, daí a lei da programação para investimento em veículos, armamento e tecnologias.

Esta empreitada permitirá à PSP ter a "dignidade" que merece, afirmou o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, acrescentando que a população também ficará "muito satisfeita".

Esperando que as obras se façam rapidamente, o autarca independente lembrou que os cidadãos ficam "admirados" quando veem instalações de força de segurança sem condições de trabalho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG