Netanyahu convoca potenciais parceiros num último esforço para formar governo em Israel

A três dias da data-limite para formar uma coligação de governo, o primeiro-ministro israelita, Benjamín Netanyahu, convocou, para uma reunião, os seus potenciais parceiros políticos para intentar destravar as negociações e formar um executivo, noticia a agência Efe.

Mais de um mês e meio depois das eleições gerais de 09 de abril, e depois de ser indicado pelo presidente para formar governo, Netanyahu ainda não conseguiu garantir o apoio de 61 membros do parlamento para formar uma coligação.

Depois de ser concedida uma extensão do prazo inicial, a data-limite para conseguir formar governo termina na próxima quarta-feira à noite. Assim, ainda que as negociações prossigam nessa altura, o partido de Netanyahu já se está a preparar para o cenário de novas eleições.

No caso de não se chegar a acordo, o presidente israelita pode convocar novas eleições, encarregar outro membro do parlamento de formar governo ou conceder mais duas semanas de prazo desde que 61 deputados apoiem, por escrito, esta hipótese.

O Knesset (parlamento israelita) foi dissolvido em dezembro passado, na sequência de uma disputa entre os partidos sobre o texto da lei do recrutamento para o serviço militar obrigatório, para os judeus ortodoxos.

Numa mensagem publicada hoje na rede social Twitter, Netanyahu escreve: "Estou a fazer um último esforço para formar um governo de direitas e evitar eleições desnecessárias. Apresentei aos parceiros uma proposta de solução, assente nos princípios do exército e na informação que o exército determinou."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG