Miranda do Douro dá a conhecer a avifauna através de certame ibérico

Miranda do Douro acolhe, de 31 de maio a 02 de junho, o Festival Ibérico de Natureza das Arribas do Douro, onde os participantes poderão descobrir a avifauna e a biodiversidade do Douro Internacional, anunciou hoje fonte da organização.

"Trata-se de um festival ibérico dedicado à temática da observação de aves e conservação da natureza, numa região onde se juntam dois parques naturais ibéricos de grande valor ambiental cultural", avançou à Lusa o coordenador do projeto, Joaquim Teodósio.

Os protagonistas do festival serão as aves, que poderão ser apreciadas de todos os ângulos, de dia e de noite: haverá observação de aves na cidade, em caminhadas pelas arribas, e a partir do próprio Douro, em barco cruzeiro ou de caiaques e canoa.

A organização promete três dias diferentes para todos aqueles que gostam de observar aves no seu habitat natural, como os abutres e águias - as maiores aves da Europa -, e aprender mais sobre aves noturnas.

Para além de poderem explorar a região a pé e de barco, este ano os visitantes terão ainda a oportunidade de o fazer num carro elétrico que estará disponível para isso. Poderão ainda contactar com os burros mirandeses e com as danças tradicionais.

"Este ano, o festival mudou-se para pleno centro da cidade: no Largo do Castelo haverá uma verdadeira feira de natureza e de produtos locais, acompanhada de uma mostra de cinema ambiental. E coincidindo com os festejos do Dia da Criança (01 de junho), não faltarão, claro, as atividades especialmente concebidas para os mais novos", destacou Joaquim Teodósio.

Outra das iniciativas previstas pela organização para o Festival Ibérico de Natureza das Arribas do Douro é a apresentação de os "Cães CSI", numa demonstração do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) da GNR.

Estão programadas dezenas de atividades a decorrer ao longo dos três dias em Miranda do Douro, mas também nos outros concelhos do Parque Natural do Douro Internacional, como Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta (Bragança) e Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda).

Segundo a organização do certame, a grande maioria das atividades será gratuita e desenvolvem-se pelas duas áreas protegidas transfronteiras, PNDI e Parque Natural das Arribes del Duero, do lado espanhol.

Este certame resulta de uma parceria entre o município de Miranda do Douro, no distrito de Bragança, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas e o projeto transfronteiriço "Life Rupis", que se dedica à conservação do britango e águia perdigueira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG