Ministério abre processo disciplinar por fuga de informação no exame de Português

O inquérito à fuga de informação no exame nacional de português deste ano determinou a abertura de um processo disciplinar a uma professora "para apuramento de responsabilidade nesta esfera", adiantou hoje o Ministério da Educação (ME).

O processo disciplinar é aberto em consequência do inquérito da Inspeção-Geral de Educação e Ciência (IGEC), refere o comunicado da tutela, que não especifica a que escola pertence a professora alvo do processo.

"No caso dos alunos, não tendo sido possível apurar que o conhecimento da informação se tenha traduzido em benefício mensurável, a IGEC propôs, e foi aceite, que se aguarde a conclusão do processo disciplinar à docente para a aplicação de eventuais medidas", lê-se no comunicado divulgado pelo ME.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG