Maior conferência de tecnologias em português e espanhol arranca hoje em Lisboa

A maior conferência de tecnologias de informação em português e espanhol arranca hoje no ISCTE, em Lisboa, contando com mais de 300 participantes, disse à Lusa o coordenador local do evento, Bráulio Alturas.

"Esta é a maior conferência que aceita trabalhos em português e espanhol" na área das tecnologias de informação, disse o coordenador, que é professor do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, adiantando que foram recebidos "mais de 500 trabalhos".

A conferência CISTI'2017, que arranca hoje e termina em 24 de junho, vai contar "com mais de 300 participantes de 21 países", sendo que um dos temas em debate será a cibersegurança, referiu o mesmo responsável.

Esta é já a 12.ª conferência Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação, que um ano decorre em Portugal e o outro em Espanha.

"Começou por ser uma conferência ibérica, mas agora já é mais do que isso, toda a América Latina está representada" no evento, disse Bráulio Alturas, salientando que este ano o Equador é o terceiro país mais representado.

A cibersegurança é um tema "que está na ordem do dia, pois cada vez mais as empresas têm de se preocupar com o assunto", já que trabalham com dados que estão localizados na 'cloud' [nuvem], prosseguiu o professor da Escola de Tecnologias e Arquitetura do ISCTE.

"A academia em geral e os investigadores têm vindo a desenvolver metodologias e ferramentas para poder proteger os dados", disse.

Este é um "tema que está sempre em atualização" e esta conferência em Lisboa, "que é a maior de todas", permitirá partilhar experiências e encontrar soluções.

"Há dias da conferência que vamos ter seis sessões em paralelo", que vão desde os temas do software, passando pela informática aplicada à educação ou saúde, a privacidade dos dados, a Internet das coisas, entre outras, adiantou o responsável.

"A nossa expectativa é de que venham investigadores e professores com ideias inovadoras e interessantes e que possamos aprender uns com os outros" e, eventualmente, "desenvolver projetos em conjunto", acrescentou.

Brasil, Equador, México, Colômbia, Estados Unidos, França, Índia e China, além de Portugal e Espanha, são alguns dos países que marcam presença na conferência.

Ao longo dos quatro dias do evento serão apresentadas mais de 300 comunicações previamente selecionadas pela comissão científica da conferência.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG