Israel volta a alargar zonas de pesca ao largo da faixa de Gaza

Jerusalém, 26 mai 2019 (Lusa) - Israel voltou hoje a alargar as zonas de pesca ao largo da faixa de Gaza, três dias depois de as ter reduzido, para "evitar uma degradação das condições humanitárias" no enclave palestiniano sob bloqueio israelita, anunciou hoje o ministério da Defesa.

O Estado hebreu tinha reduzido na quarta-feira as zonas de pesca permitidas de 15 para dez milhas náuticas ao largo da faixa de Gaza, em resposta aos balões incendiários lançados a partir do enclave palestiniano sobre Israel.

O Cogat, organismo israelita responsável pelas operações civis nos territórios palestinianos, afirmou hoje em comunicado que alargou novamente a distância permitida das zonas de pesca para 15 milhas náuticas.

Segundo o Cogat, esta medida visa "prevenir a degradação das condições humanitárias na faixa de Gaza" e é "coerente com a política de distinção entre os terroristas e a população".

Os limites das áreas de pesca recuperam assim os níveis anteriores às eleições parlamentares israelitas, realizadas em abril, sendo a área autorizada mais extensiva dos últimos anos.

Os defensores dos direitos humanos apontam que esta distância permanece abaixo das 20 milhas náuticas acordadas nos acordos de Oslo nos anos 1990.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG