Urban Sketchers Portugal e Grupo do Risco lançam projeto conjunto em Óbidos

Os Urban Sketchers Portugal e Grupo do Risco vão lançar no âmbito do festival "Latitudes -- Literatura e Viajantes", que decorre em Óbidos até segunda-feira, um projeto conjunto que junta pela primeira vez desenhos dos dois coletivos de ilustradores.

"A ideia é estudar um projeto em que os dois coletivos vão mapear o concelho de Óbidos nas suas vertentes urbanísticas e históricas e na vertente da fauna e da flora e criar trabalhos conjuntos", disse hoje à agência Lusa Nelson Paciência, presidente dos Urban Sketchers Portugal.

A ideia decorre da participação conjunta dos dois coletivos de ilustradores [que no caso dos Urban se dedicam a viajar e desenhar paisagens urbanas e, no caso do Grupo do Risco, fazem expedições a vários locais do mundo para se dedicarem à ilustração científica] no festival Latitudes.

Segundo o fotógrafo José Paula, no que toca ao Grupo do Risco, "o enfoque não foi em desenhar mas na participação em palestras sobre as diversas expedições registadas em livros".

Já os Urban Sketchers, que trouxeram ao festival dezenas de ilustradores do país e do coletivo de Barcelona, a par com o lançamento de livros dedicaram dias no festival a desenhar Óbidos e a partilhar os desenhos com o público.

O projeto conjunto poderá resultar na edição de um livro, na próxima edição do festival, em que os Urban Sketchers retratem a vila e o Grupo do Risco "a Lagoa de Óbidos e outras zonas envolventes que nos parecem muito interessantes", divulgou José Paula.

Os dois coletivos vão ainda "estudar em que moldes decorrerá o projeto", mas Nelson Paciência adiantou já que poderá passar "pelo desafio no sentido de que alguns urbans desenvolvam desenhem a natureza e elementos do risco venham desenhar a vila".

Da primeira participação dos dois coletivos poderá ainda sair "uma coleção de ilustrações assinadas e numeradas para serem vendidas nas livrarias da vila", acrescentou o mesmo responsável.

Na vila foram hoje também apresentados os livros e trabalhos do coletivo de Barcelona, que editaram com o apoio da respetiva câmara uma coleção "em que cada livro é dedicado a um bairro" e que funcionam, segundo Maru Godas, "como divulgação turística e patrimonial da cidade".

Dos desenhos realizados nesta edição zero pelos urban portugueses e espanhóis deverá ainda sair uma exposição de desenhos que "contem a história do que foi esta primeira experiência" a que o coletivo se prontificou a participar para "mostrar a um público mais alargado aquilo que fazemos", concluiu Nelson Paciência.

O festival "Latitudes -- Literatura e Viajantes" decorre no âmbito do programa da vila literária, classificada pela UNESCO, em 2015, como Cidade Criativa da Literatura.

O programa organiza-se em torno dos capítulos "viagens por terra, céu e mar", "viagens ilustradas", "viagens escritas", "viagens faladas", "viagens à mesa" e "viagens às livrarias de viajantes integrando lançamentos de livros, oficinas de escrita, conversas com autores, ilustração e viagens pela música, livrarias e pela gastronomia.

O festival termina na segunda-feira num encontro entre os convidados e o público do Latitudes para degustarem conservas e produtos típicos no jardim do Espaço Ó.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.