Timor-Leste: Presidente Lu-Olo condecora antecessor Taur Matan Ruak em cerimónia solene

O Presidente timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, condecorou hoje com o mais alto galardão do país o seu antecessor, Taur Matan Ruak, pouco tempo depois de tomar posse numa cerimónia solene em Tasi Tolu, arredores de Díli.

Lu-Olo colocou a Matan Ruak o Grande Colar da Ordem de Timor-Leste, em reconhecimento pelo seu serviço ao povo e à nação.

"Taur foi um incansável combatente da liberdade e pelo exercício do direito à autodeterminação do povo timorense. Comandante das Falintil é condecorado com o Grande Colar da Ordem de Timor-Leste", refere o decreto assinado por Lu-Olo momentos depois de tomar posse.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.