Técnico diz que o Real Massamá quer potenciar jogadores sem abdicar dos resultados

O Real Massamá fez hoje, em conferência de imprensa realizada no seu complexo desportivo, a apresentação oficial da equipa que se vai estrear na II Liga e nas competições profissionais de futebol.

Trata-se de um plantel jovem, assente na "prata da casa e com jogadores que se identificam com o perfil de formação que tem marcado a evolução do clube", fez questão em salientar o técnico Filipe Martins, que renovou contrato por mais uma época com a equipa do concelho de Sintra.

O objetivo é claro: "Fazer um campeonato tranquilo e conseguir a manutenção o mais rapidamente possível. Queremos potenciar os nossos jovens jogadores, sem abdicar dos bons resultados", apressou-se a dizer o treinador do Real Massamá.

Quanto ao perfil da maioria das contratações, existe um denominador comum: "Fomos buscar jogadores que já passaram pela formação do Real Massamá e que já conhecem a forma de trabalhar do clube", salientou Filipe Martins.

São os casos de Diogo Coelho, Vasco Coelho, Paulo Silva, Tiago Morgado e Marcos Barbeiro. "Há muita qualidade neste grupo e estamos preparados para o difícil campeonato que vamos enfrentar, embora falte alguma experiência a este grupo", focou o treinador do Real Massamá.

Filipe Martins sublinhou que a equipa continua à procura de reforços, nomeadamente mais um guarda-redes e alguns avançados, "mas o orçamento é limitado e o Real não pode dar passos maiores que a perna, até porque estão a ocorrer modificações estruturais no clube".

Tiago Morgado foi um dos jogadores que a equipa da região de Sintra foi buscar para reforçar o seu plantel. Veio do Moreirense, com 'rodagem' na I Liga.

"Temos qualidade para estar à altura do desafio e é bastante motivador ver este clube crescer. Estou bastante orgulhoso por representar o Real Massamá. Este grupo é bastante profissional", frisou Tiago Morgado.

Marcelo Lopes é um dos futebolistas que transita da última época, depois de ter arrebatado o Campeonato de Portugal. "Vai ser uma experiência nova. O campeonato da II Liga não tem nada a ver com o Campeonato de Portugal. O objetivo aponta apenas à manutenção", disse o avançado.

E a última aquisição do Real foi para a frente atacante. O eleito foi o camaronês Lionnel Yakam, um jovem avançado de 19 anos, ex-Naval 1º Maio, da Figueira da Foz.

Entretanto, o Real Massamá realiza o primeiro jogo particular no domingo de manhã, 10:00 horas, em Almada. O adversário é o Cova da Piedade e a partida realiza-se à porta fechada.

Plantel provisório:

- Guarda-redes: Patrick Costinha e Gonçalo Ferreira.

- Defesas: Jorge Bernardo, Zé Pedro, Paulo Silva (ex-Loures), Diogo Coelho (ex-Santa Clara), Vasco Coelho (ex-Sp. Farense) e Ivan Dias.

- Médios: Rúben Marques, Marlon Costa, Sabry, Kikas, Brash e Tiago Morgado (ex-Moreirense).

- Avançados: Marcelo Lopes, Marcos Barbeiro (ex-Marítimo "B") e Lionnel Yakam (ex-Naval 1º Maio).

Treinador: Filipe Martins.

Saídas: Miguel Assunção, Palmeira, Gonçalo Tavares (Belenenses), Nuno Tomás (Belenenses), Matheus Leal (Benfica "B"), Matheus Costa (Leixões), Thabo Cele (Benfica "B"), Luís Mota, Érico Castro, Allef Rodrigues (V. Setúbal), Nélson Mendes e Marcelo Palácios.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.