Tancos: CDS-PP requer audição do general Rovisco Duarte e lista do material recuperado

O CDS-PP requereu hoje a audição urgente do chefe do Estado-Maior do Exército, general Rovisco Duarte, no parlamento, para prestar esclarecimentos sobre a recuperação do material furtado da base de Tancos, em junho passado.

No requerimento, que deu hoje entrada, os deputados João Rebelo e António Carlos Monteiro requerem também que "seja facultado à Comissão de Defesa Nacional a listagem completa do material recuperado".

O CDS-PP sublinhou que as "informações tornadas públicas" no sábado "contrariam as afirmações prestadas" pelo general Rovisco Duarte em outubro de 2017 relativamente à recuperação do material militar furtado na base militar de Tancos.

"Lamentavelmente, um ano depois, permanece por apurar integralmente os factos e as eventuais responsabilidades decorrentes do incidente acima referido", argumentou o CDS-PP, recordando uma nota da Presidência da República sobre o assunto, divulgada no sábado.

Assim, o CDS-PP "solicita, com a maior urgência, a realização de uma audição com o Chefe do Estado-Maior do Exército na Comissão de Defesa Nacional para um cabal esclarecimento das informações supramencionadas".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.