SIPE disponível para luta conjunta com restantes sindicatos de professores

O Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE) manifestou-se hoje disponível para discutir formas de luta conjuntas com os outros sindicatos, depois de ter saído da reunião no Ministério da Educação com uma proposta que classifica como "grande desilusão".

"Estamos completamente disponíveis. A união faz a força, estamos todos a lutar pelo mesmo", disse à Lusa Júlia Azevedo, presidente do SIPE, em resposta ao anúncio da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), feito hoje, de que a maior estrutura sindical de docentes do país pretende convidar os restantes sindicatos para uma reunião, da qual podem vir a sair "formas de luta convergentes".

Em causa estão os resultados obtidos até agora nas reuniões negociais com a tutela, depois da assinatura de uma declaração de compromisso, a 18 de novembro, cujo conteúdo os sindicatos consideram que está a ser desrespeitado nas negociações subsequentes.

Sobre o reposicionamento na carreira dos professores que entraram para os quadros após 2011, quando as progressões já estavam congeladas, e que hoje começou a ser discutido com o Ministério da Educação, o SIPE classificou a proposta de portaria entregue pela tutela como "uma grande desilusão", da qual discordam "totalmente".

Segundo Júlia Azevedo, o projeto de diploma do Governo implica "inúmeras ultrapassagens" na carreira docente, o que considera "totalmente inaceitável", com professores com menos tempo de serviço a conseguirem chegar a escalões superiores antes de colegas mais antigos na profissão.

O SIPE pede que a contabilização do tempo de serviço dos professores seja feita de igual forma para todos, para garantir equidade, tendo como referência a atual estrutura da carreira docente, mesmo para os docentes que entraram na profissão antes de 2005, quando o tempo de progressão na carreira era mais curto.

Perante as propostas da tutela, o sindicato vai, já na próxima semana, convocar plenários de professores nas escolas, "para ouvir docentes e estabelecer formas de luta".

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

Pub
Pub