NOVO TÍTULO: Festim leva músicas do mundo a seis municípios do distrito de Aveiro

(CORRIGE TÍTULO ANTERIOR: "Festim leva músicas do mundo a cinco municípios do distrito de Aveiro", PARA RETIFICAR O NÚMERO DE MUNICÍPIOS, QUE SÃO SEIS E NÃO CINCO)

Aveiro, 08 mai 2019 (Lusa) -- Sonoridades que vão do flamenco aos ritmos africanos, um quinteto de cordas pouco clássico vindo de leste, ou um bolero cubano à capela, são algumas das propostas do festival intermunicipal de músicas do mundo Festim, hoje anunciadas.

O festival decorre de 19 de junho a 25 de julho, em diferentes palcos de municípios vizinhos, a saber: Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Estarreja, Oliveira do Bairro e Oliveira de Azeméis.

A programação hoje apresentada faz jus à experiência acumulada das dez edições anteriores, por onde passaram já 71 grupos e artistas, num sucesso reconhecido pela vereadora da Cultura de Águeda, Elsa Corga, expressando uma opinião partilhada pelos autarcas dos seis concelhos envolvidos.

"Não há muitos exemplos destes, em que municípios vizinhos se juntam numa lógica de programação em rede para ter oportunidades musicais únicas na região", observou o programador do festival, Luís Fernandes.

Ao todo são 14 concertos que começam com Hang Massive, um grupo de Inglaterra e Suécia, na sexta-feira de 19 de junho, seguindo-se Rocío Márquez, de Espanha, que se tem afirmado na interpretação do flamenco e estará a 21 em Albergaria-a-Velha e a 22 em Sever do Vouga.

O fim de semana seguinte - 27 e 28 de junho - leva aos mesmos palcos o sul-africano Nomfusi.

Otava Yo, da Rússia, e Volosi, da Polónia, são as participações de leste, para as mesmas datas, na sexta-feira em Oliveira do Bairro, e no sábado em Oliveira de Azeméis.

Os primeiros trazem temas inspirados nas melodias tradicionais russas, enquanto os segundos, embora misturem o rock com o folclore polaco, têm a particularidade de o fazer a partir de uma clássica configuração de um quinteto de cordas.

Os dias 11, 12 e 13 de julho são preenchidos com três concertos dos Vocal Sampling, em Águeda, Estarreja e Albergaria-a-Velha, um grupo que Luís Fernandes não hesita em classificar como genial e que, apenas com as vozes, consegue recriar os ritmos cubanos da salsa e do bolero.

A 18 de julho, o Festim recebe em Águeda a irlandesa Sharon Shannon e a fechar o palco estará Sara Tavares, também em Águeda.

O Festim é o único festival português a integrar a rede europeia European Forum of Worldwide Music Festivals.

Ler mais

Exclusivos