Igreja Mórmon elegeu primeiro dirigente latino-americano

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecida como movimento Mórmon, elegeu hoje o primeiro dirigente latino-americano, e um de ascendência asiática.

O brasileiro Ulisses Soares e o sino-americano Gerrit W. Gong, foram hoje eleitos para o Comité dos Doze Apóstolos, foi anunciado esta manhã, no início da conferência semestral deste movimento religioso, fundado no século XIX, nos Estados Unidos, por Joseph Smith Junior.

Atualmente, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem milhares de fiéis, nos países latino-americanos e europeus, nomeadamente em Portugal, e também no Canadá, Samoa, Tonga, Austrália, Filipinas, Nigéria, Japão e Coreia do Sul.

O Comité Doze Apóstolos era até agora constituído apenas por cidadãos homens caucasianos, de nacionalidade norte-americana, excetuando Dieter Uchtdorf, da Alemanha.

Este comité, inteiramente masculino, é o segundo da hierarquia da Igreja Mórmon, abaixo do líder máximo, Russell M. Nelson e dos seus dois conselheiros, e tem como missão apoiar a delinear a política da igreja e supervisionar os seus interesses comerciais.

A escolha de Ulisses Soares e Gerrit Gong, noticia a Associated Press (AP), vai provavelmente provocar aplausos de um setor ansioso para ver a expansão global da Fé Mórmon representada na liderança eclesial.

Segundo a AP, mais de metade dos 16 milhões de fiéis da religião reside fora dos Estados Unidos.

A conferência acontece no meio a uma reflexão mais aprofundada sobre a forma como a Igreja Mórmon lida com os relatórios de abusos sexuais e entrevistas individuais entre líderes leigos locais e jovens.

Ler mais

Exclusivos