Governo dos Açores lança cartilha de sustentabilidade a subscrever pela sociedade

Empresas, associações e outros agentes da sociedade vão poder subscrever a cartilha da sustentabilidade dos Açores no âmbito da Conferência Açores 2017: no rumo do turismo sustentável, a decorrer terça e quarta-feira, na ilha de São Miguel.

"Consideramos indispensável a colaboração e participação ativa de todos os setores da sociedade, em particular das empresas e associações, por forma a criar uma imagem efetiva e prática de sustentabilidade", justificou a responsável pela secretaria regional da Energia, Ambiente e Turismo, promotora desta conferência, que constitui um ecoevento, com zero emissões de carbono.

Considerando que "é muito importante ter uma visão comum que não seja só uma iniciativa governamental, mas que tenha reflexos nos agentes económicos", Marta Guerreiro referiu que o executivo açoriano avança com a cartilha de sustentabilidade visando "assinalar o compromisso alargado na região de uma vontade efetiva, que tem de ser setorial para fazer mais e melhor nesta matéria".

A governante referiu que, durante o evento, será apresentado um diagnóstico dos Açores em termos do turismo sustentável, resultante do levantamento feito pelo Governo Regional, nos últimos meses, e que tem em consideração os critérios internacionais de sustentabilidade.

"No que respeita ao nosso posicionamento nesta matéria, já existe muito trabalho feito, pretendendo-se, agora, sistematizar tudo aquilo que queremos percorrer em termos de rumo para um turismo sustentável", declarou a secretária regional, que está "muito confiante naquele que já é hoje o cumprimento dos critérios de sustentabilidade" no arquipélago.

Marta Guerreiro considerou que a temática da sustentabilidade "é um trabalho que não foi iniciado agora", sendo "fruto de uma estratégia contínua que tem sido levada a cabo, sucessivamente, pelos últimos governos regionais, que sempre defenderam políticas conciliatórias de boas práticas ambientais, salvaguardadas, legalmente, para que se possa preservar a nossa identidade, os ecossistemas, a qualidade de vida".

A governante adiantou que "esta constante preocupação por um desenvolvimento sustentável viu a sua concretização com a criação da recente secretaria regional da Energia, Ambiente e Turismo".

A sessão de abertura do evento será assegurada pelo presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, contando com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Godinho, bem como da presidente da Câmara Municipal da Lagoa, cidade que acolhe a iniciativa, Cristina Calisto.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.