Finalistas de arquitetura do Porto vão a Amarante pensar a regeneração da cidade

Sessenta finalistas de arquitetura da Universidade do Porto (UP) vão trabalhar nas ruas de Amarante, durante cinco dias, em ideias para a revitalização urbana da cidade, informou hoje a câmara municipal.

Segundo a autarquia, a atividade designar-se-á "Maratona de Projeto Reinventar Lugares" e ocorre no âmbito da parceria estabelecida com aquela universidade, no contexto do projeto "RUA - Revitalização Urbana de Amarante".

Os finalistas da Faculdade de Arquitetura da UP vão discutir "soluções de projeto inovadoras para diversos espaços da cidade, concretizando diferentes pontos de vista, estratégias ou hipóteses de atuação através do desenho urbano", lê-se num comunicado.

A autarquia assinala também que as ideias deverão ter em conta "uma primeira aproximação à história da cidade e às suas transformações sociológicas, económicas e culturais".

A parceria entre a Câmara de Amarante e a UP permitirá aos alunos, com esta ação, "a troca de ideias e conhecimentos com a presença de técnicos municipais, especialistas em diferentes valências disciplinares, docentes e investigadores da Faculdade de Arquitetura da UP".

A atividade vai decorrer de 19 a 23 de fevereiro e culminará com a apresentação pública dos resultados. Essa sessão está marcada para o auditório da Casa da Portela, no dia 23 de fevereiro.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.