Euro segue estável e dólar continua pressionado por prudência da Fed

O euro manteve-se hoje estável face ao dólar, depois da moeda norte-americana ter negociado pressionada pelas declarações prudentes do presidente do banco central dos Estados Unidos no Senado.

Às 18:20 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,1371 dólares, quando na terça-feira à mesma hora seguia a 1,1373 dólares.

Na terça-feira, o presidente da Reserva Federal (Fed), Jerome Powell, afirmou que a economia norte-americana deve continuar a crescer em 2019 a um ritmo sólido, mas mais lento, devido a riscos crescentes.

Entre os riscos, Jerome Powell apontou a desaceleração global, o 'Brexit' (saída britânica da União Europeia) e a incerteza quanto à política comercial norte-americana.

Ao apresentar no Senado o relatório de política monetária, o líder da Fed afirmou também que devido à queda dos preços da energia, "a inflação deve descer e ficar abaixo do objetivo de 2% durante algum tempo".

Essa perspetiva é um argumento suplementar para se interromper o ciclo de subidas das taxas de juro, como já indicou o comité de política monetária da Fed na sua última reunião, em janeiro.

O mercado esteve igualmente atento a declarações do presidente do Bundesbank, Jens Weidmann, que, ao apresentar o balanço de 2018, reconheceu que o crescimento económico da Alemanha, da zona euro e do mundo abrandou no ano passado e que esse enfraquecimento deve manter-se este ano.

O líder do banco central alemão defendeu, no entanto, que não pode haver demasiado pessimismo e que é necessário continuar a normalização da política monetária.

Divisas..........hoje................terça-feira

Euro/dólar......1,1371....................1,1373

Euro/libra......0,85440..................0,85868

Euro/iene........126,24...................125,94

Dólar/iene.......111,02...................110,74