COMENTÁRIO: Famalicão vence Cova da Piedade e 'cola-se' aos primeiros

O Famalicão recebeu e venceu hoje o Cova da Piedade por 3-0, em encontro em atraso da 12.ª jornada da II Liga portuguesa em futebol, 'colando-se' aos primeiros classificados.

Um 'bis' de Rui Costa (27 e 33 minutos) e um terceiro tento de Feliz (83) deram ao Famalicão uma importante vitória, que o coloca no quinto lugar, com 23 pontos, a dois do último clube em posição de subida. Já o Cova da Piedade, cai para 17.º, com 13.

O Famalicão entrou muito bem e assumiu as despesas do jogo, não surpreendendo que tivesse chegado ao intervalo com vantagem de dois golos.

Rui Costa, primeiro de cabeça e após passe de William, e depois com um remate forte muito bem colocado, marcou, no espaço de sete minutos, os dois golos do Famalicão (27 e 33).

E, só em desvantagem é que o Cova da Piedade despertou, com Onyilo a rematar, aos 39 minutos, para defesa apertada de Gabriel.

Na segunda parte, o ritmo de jogo esmoreceu, mas também registou o momento de maior equilíbrio.

Aos 50 minutos, William, de livre direto, fez a bola 'rasar' o travessão à guarda de Pedro Alves e, aos 63, Dieguinho também atirou por cima, mas muito perto da baliza dos locais.

O Famalicão anda conseguiu a tranquilidade por completo com um terceiro golo, aos 83 minutos, graças quer à atenção e rapidez de Feliz, quer ao azar do guardião forasteiro, que viu a bola passar-lhe por entre as luvas.

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão.

Famalicão - Cova da Piedade, 3-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Rui Costa, 27 minutos.

2-0, Rui Costa, 33.

3-0, Feliz, 83.

Equipas:

- Famalicão: Gabriel, Joel, José Pedro, João Faria, Jorge Miguel, Hocho, Vítor Lima, Mendes (Fred, 68), William (Diogo Cunha, 80), Feliz e Rui Costa (Poulson, 85).

(Suplentes: Nuno Castro, Denner, Michael Thuique, Diogo Cunha, Fred, Jaime Poulson e Nuno Diogo).

Treinador: Dito.

- Cova da Piedade: Pedro Alves, Adilson, Daniel Almeida, Roberto, Evaldo, Sampaio (Paulo Tavares, 68), Soares (Chu Wang, 84), Shimabuku, Firmino (Tiago Lima Pereira, 84), Onyilo e Dieguinho.

(Suplentes: Joyce, Chu Wang, Wilson, Ballack, Tiago Lima Pereira, Michael da Silva e Paulo Tavares).

Treinador: João Barbosa.

Árbitro: Luís Ferreira (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Dieguinho (31), William (45), Daniel Almeida (66), Soares (70), Hocko (70), Paulo Tavares (72) e Fred (74).

Assistência: 3.125 espetadores.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.