CIM transmontana avança com plano estratégico para o regadio

Os autarcas dos concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes (CIM-TTM) anunciaram hoje que vão avançar com a criação de um "plano estratégico" para fomentar o regadio nos nove concelhos que integram o organismo.

"Estamos a falar de um plano estratégico que vai abranger os nove concelhos da CIM que estão dispersos pela Terra Quente e Terra Fria Transmontana. Neste plano, pretendemos aproveitar fundos estruturais, para dar andamento a novos projetos e reabilitar outros", explicou o líder da CIM transmontana, Artur Nunes.

Segundo o autarca, a ideia deste plano estratégico passa também por fazer uma boa gestão dos recursos hídricos existentes no território trasmontano, para evitar situações incómodas como as que se verificaram durante os últimos tempos devido à seca.

"O Planalto Mirandês é um dos exemplos para onde este plano estratégico trará grandes vantagens num território onde agricultura e a pecuária são a sua principal fonte riqueza", vincou o também autarca de Miranda do Douro.

Segundo anunciou a CIM-TTM, o primeiro passo a dar será o de convocar as universidades e politécnicos para começar a desenhar o plano estratégico para o regadio.

"Queremos que este plano não fique só por alguns concelhos, mas sim com um objetivo mais abrangente a todo território", frisou o responsável.

A decisão foi tomada do decurso da reunião do Conselho Intermunicipal que decorreu em Palaçoulo, no concelho de Mirando Douro, distrito de Bragança.

A CIM-TTM é constituída pelos municípios de Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.

Outro tema que esteve em cima da mesa foi o reforço ao combate à vespa da galha dos castanheiros, principalmente em concelhos como Bragança, Vinhais ou Miranda do Douro, onde já foi implantada a largada de parasitoides para combater a praga.

"Estamos a desenvolver no terreno um conjunto de ações, em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança, para combater esta praga. Para já temos um conjunto de medidas que se estão a implantar no terreno com a finalidade de elaborar um diagnóstico que ajude no combate à vespa da galha dos castanheiros", explicou Artur Nunes.

Hoje mesmo, foi efetuada uma grande largada de parasitoides no concelho de Vinhais, no distrito de Bragança.

Ler mais

Exclusivos