CIIMAR lidera projeto que visa analisar as águas de irrigação agrícola

O Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR), Porto, lidera um consórcio internacional que visa analisar as áreas de irrigação agrícola que contêm contaminantes e que colocam em risco as culturas e a qualidade dos alimentos vegetais.

O CIIMAR explica, em comunicado, que o projeto TOXICROP pretende refletir sobre a "qualidade e segurança da água utilizada na irrigação agrícola" e desenvolver "novas estratégias" de gestão dos recursos hídricos.

O projeto, financiado pelo Horizonte 2020, conta com a colaboração de investigadores da Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Marrocos, Egito e Peru, e tenciona estudar a qualidade da água doce utilizada na agricultura, assim como identificar os "desafios" da proteção das culturas.

"O TOXICROP visa mapear as áreas de irrigação agrícola com risco de ocorrência de cianotoxinas nos países membros do consórcio, para compreender a sua deposição nas lavouras, assim como a sua possível bioacumulação e contaminação dos alimentos cultivados", assegura o centro de investigação.

Citado no comunicado, Alexandre Campos, líder do projeto e investigador do CIIMAR, sublinha que as temperaturas elevadas associadas ao "excesso de nutrientes da água" podem originar a "proliferação de um tipo específico de microalgas".

"Algumas destas espécies de microalgas produzem e libertam para o meio aquático toxinas (cianotoxinas) que podem provocar graves problemas de saúde. Neste sentido é importante haver uma vigilância constante destes contaminantes na água e evitar que os mesmos estejam presentes na água que bebemos e nos alimentos que ingerimos", frisa o investigador.

O CIIMAR refere ainda que a investigação pretende desenvolver "técnicas de tratamento de água 'low cost' e amigas do meio ambiente" que, baseadas numa abordagem multidisciplinar, visam contribuir para a "elucidação dos requisitos mínimos de qualidade aplicados às águas de irrigação".

"A integração de países com diferentes regimes meteorológicos e práticas agrícolas num único projeto constituirá uma abordagem única e consolidará as colaborações transnacionais", aponta Alexandre Campos no comunicado.

O centro de investigação salienta ainda a "relevância" deste projeto que acredita vir a servir de "diretrizes para a gestão e tratamento da água" e contribuir para a "implementação de uma agricultura mais sustentável".

Exclusivos