Catalunha: Abecásia declara-se disposta a reconhecer independência

A República separatista da Abecásia, que rompeu laços com a Geórgia em 2008 e só é reconhecida internacionalmente pela Federação Russa e Venezuela, manifestou-se hoje disposta a reconhecer a independência da Catalunha, se for solicitada para tal.

"Estamos dispostos a estudar o assunto do reconhecimento da Catalunha, enquanto Estado independente, mas falar disso é prematuro", afirmou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros desta autoproclamada república, Kan Tania, à agência noticiosa oficial russa RIA Novosti.

O diplomata sublinhou que, para que a Catalunha seja considerada um Estado independente, ainda tem de cumprir uma série de requisitos legais, mas realçou o interesse da Abecásia em estabelecer relações com os líderes, os políticos e o povo catalão, no seu conjunto.

"Depois disso, se se dirigirem a nós com um pedido de reconhecimento, nós, bem entendido, estaremos dispostos a estudá-la", comentou.

A Abecásia conta desde 2014 com o seu próprio representante na Catalunha, se bem que não tenha um escritório de representação, como o que foi aberto esta semana também pela região separatista georgiana da Ossétia do Sul.

A Federação Russa reconheceu a independência da Ossétia do Sul e da Abecásia, depois de derrotar a Geórgia num breve, mas sangrento, conflito militar pelo controlo daquela região, em agosto de 2008, no que foi secundada pela Venezuela, Nicarágua e Nauru (ilha da Micronésia).

O parlamento catalão aprovou hoje uma moção a favor da independência da Catalunha, que foi condenada pelas principais potências internacionais.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?

Premium

Ruy Castro

Uma digressão pelo Rio da bossa-nova

Uma das casas mais representativas em que Tom Jobim viveu e trabalhou no Rio está condenada a ir ao chão. Em seu lugar deverá subir um prédio moderno, habitado por pessoas que talvez não saibam o que Tom representa para a música do século XX e dos séculos subsequentes. É a casa da Rua Barão da Torre, n.º 107, em Ipanema. Tom morou nela por cinco anos, de 1960 a 1965, com sua mulher Tereza e os filhos Paulinho e Elizabeth. Foi nela que nasceram Garota de Ipanema, Samba do Avião, Corcovado, Insensatez, Só Danço Samba, Inútil Paisagem, Água de Beber, O Morro não Tem Vez, Só Tinha de Ser com Você, Ela É Carioca, Vivo Sonhando e Surfboard, apenas entre as mais conhecidas. Foi dali que ele tomou um avião para Nova Iorque, para o concerto de bossa-nova no Carnegie Hall, onde começou sua carreira internacional e a da bossa-nova. E foi para ela que, seis meses depois, ele voltou, depois de conquistar o mundo pela primeira vez.