Autárquicas: Manuel Machado assume vitória do PS em Coimbra

O presidente da Câmara de Coimbra, o socialista Manuel Machado, assumiu no domingo a sua reeleição como líder do município e mostrou-se disponível para dialogar com "todos os que queiram trabalhar".

Da varanda da sede da candidatura, no Largo da Portagem, Manuel Machado declarou a vitória da recandidatura pelo PS, perante largas dezenas de apoiantes, ainda antes de se saber ao certo quantos mandatos conquistou.

"Quero agradecer a todos os conimbricenses que nos confiaram o governo da cidade, Coimbra, a cidade das 31 freguesias [a composição antes do novo mapa de freguesias]", afirmou o autarca e presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

Num discurso de cerca de 20 minutos, Manuel Machado saudou os seus adversários e frisou que "os eleitos pelo PS têm toda a abertura democrática para contar com a participação de todos", sublinhando que a disponibilidade "não exclui ninguém à partida".

Em declarações aos jornalistas, o presidente da Câmara de Coimbra referiu que faltam ainda apurar "os resultados por completo", mas que "o convite está feito a todos os que queiram trabalhar".

Questionado sobre se optará pela CDU, força que teve o pelouro da Habitação no último mandato, Manuel Machado vincou que "as pessoas que são escolhidas para governar são, à partida, em função da disponibilidade, da vontade, da capacidade de trabalhar por um objetivo comum: valorizar Coimbra [o 'slogan' da sua campanha]".

Durante o discurso na varanda do edifício que serviu de sede de campanha, o presidente do município aproveitou ainda para agradecer ao primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, que o ajudou e "ajuda".

"Contamos com ele", apontou, referindo que conta com António Costa "para fazer o que falta".

Para os próximos quatro anos, Manuel Machado elegeu o desenvolvimento económico e a criação de empregos como uma prioridade, bem como a resolução do Metro Mondego e o desassoreamento do rio Mondego.

No discurso, não faltou a referência ao aeroporto, voltando o autarca a reiterar a vontade de criar um aeroporto com voos comerciais no aeródromo Bissaya Barreto, em Cernache.

"Não temos medo, nem nos intimidam aqueles que ligeiramente apelidam isto de chacota. As eleições estão feitas, o povo escolheu e a nossa determinação mantém-se a mesma. Vamos ter. Porquê? Não é por vanglória. É porque Coimbra e a região precisam", disse.

Manuel Machado foi eleito pela primeira vez presidente da Câmara de Coimbra em 1989, tendo sido reeleito em 1993 e 1997. Perdeu as eleições em 2001, na recandidatura ao quarto mandato.

Ex-dirigente nacional da JS e ex-líder da federação de Coimbra do PS, Manuel Machado voltou a candidatar-se em 2013, vencendo o ato eleitoral autárquico com a conquista de cinco de 11 mandatos.

Ler mais