Autárquicas: Candidatura de Álvaro Almeida (PSD/PPM) ao Porto congratula Moreira

A candidatura de Álvaro Almeida (PSD/PPM) ao Porto congratulou já Rui Moreira pelo resultado nas eleições desta noite, tendo o mandatário António Tavares assinalado que "uma parte do eleitorado" não acreditou na proposta do partido.

"O dr. Álvaro Almeida já endereçou os parabéns a Rui Moreira, que as sondagens indicam que será o futuro presidente da Câmara Municipal do Porto", afirmou pouco depois das 20:30 o mandatário da candidatura, acompanhado pelo diretor de campanha Pedro Sampaio.

Numa altura em que as projeções apontam para um intervalo entre os 8% e os 11% dos votos para o movimento "Porto Autêntico", o mais baixo de sempre do partido na cidade, o mandatário afirmou que "o PSD compreendeu também, neste momento, aquilo que parecem ser os resultados e a atitude do seu próprio eleitorado".

"Há uma parte do nosso eleitorado [que] infelizmente não acreditou na nossa proposta política. Vamos esperar. Cerca das 21:30, Álvaro Almeida fará uma declaração", disse.

Referiu ainda que "tudo indica" que a abstenção baixou, o que "é um bom sinal, um sinal de que o sistema democrático e a participação dos cidadãos foi muto importante para esse resultado".

"As pessoas mobilizaram-se, foram às urnas e isso para o PSD é um sinal que deve ser devidamente realçado", referiu.

Álvaro Almeida aguarda desde as 18:30 pelos resultados no hotel Crowne Plaza, na Avenida da Boavista, no Porto, onde também está a assistir ao jogo Sporting-FC Porto, numa 'suite' do 13.º andar.

Para as primeiras declarações da noite, António Tavares e Pedro Sampaio desceram, cerca das 20:30, à sala onde se encontram os jornalistas e cerca de meia centena de apoiantes, que receberam em silêncio as primeiras projeções e que também assistem ao jogo de futebol.

Nas últimas autárquicas, em 2013, o PSD, em coligação com o PPM e o MPT, conseguiu 21,06% dos votos, elegendo três vereadores. Derrotado saiu então o ex-presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia e candidato ao Porto Luís Filipe Menezes que, durante a campanha, viu os históricos do partido dirigirem o seu apoio para o independente Rui Moreira que viria a vencer.

O ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio, que conquistou para o PSD (com CDS) resultados acima dos 40% nos seus três mandatos, foi mesmo um dos grandes críticos da escolha então feita pelo partido, tendo mesmo dito que iria "destruir tudo o que foi feito" na cidade.

Na passada quinta-feira, Álvaro Almeida informou que, caso não vencesse, iria ficar como vereador sem pelouro e garantiu que o PSD não será um partido que impeça a governabilidade da Câmara do Porto.

Concorreram à Câmara do Porto o independente Rui Moreira, apoiado pelo CDS-PP e MPT, o socialista Manuel Pizarro, Álvaro Almeida, pela coligação PSD/PPM, Ilda Figueiredo, da CDU, João Teixeira Lopes, do BE, Bebiana Cunha, do PAN, Costa Pereira, do PTP, Sandra Martins, do PNR e Orlando Cruz, do PPV/CDC.

Ler mais

Exclusivos