Astrodinâmica reúne especialistas nacionais e internacionais na Covilhã

A Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã, recebe, entre quarta e sexta-feira, um evento dedicado à astrodinâmica, que reunirá especialistas nacionais e internacionais e que deve afirmar-se como uma plataforma de partilha de conhecimento do setor espacial.

"Temos um painel de palestrantes que será constituído por professores universitários, investigadores e especialistas de vários pontos do mundo. Por exemplo, vamos ter pessoas da Agência Espacial do Canadá, da Universidade de Columbia (EUA), do Instituto de Matemática Aplicada de Keldysh, na Rússia, bem como do Instituto Superior Técnico de Lisboa, entre outros", disse à agência Lusa Kateryna Shvydyuk, que integra a organização.

Com o nome "Spaceflight Dynamics and Control", esta será a 11.ª edição da iniciativa que, este ano, tem organização conjunta da unidade de investigação C-MAST da UBI e da SpaceWay - um grupo de alunos de Engenharia Aeronáutica desta universidade do distrito de Castelo Branco.

Durante os três dias, estão previstas várias sessões dedicadas a diversos temas, tais como as missões espaciais, a dinâmica e controlo de sistemas espaciais, os pequenos satélites ou a indústria espacial em Portugal.

Do programa fazem ainda parte palestras ligadas ao setor empresarial ou a apresentação do projeto "Infante", que visa a construção de um satélite totalmente construído e desenvolvido em Portugal.

A organização já conta com 150 inscritos, mas o evento é aberto a todos quantos queiram participar nesta "oportunidade única" para saber mais sobre o setor espacial, os seus protagonistas, carreiras e as investigações científicas.

"Enquanto aluna, considero que esta é uma oportunidade única, principalmente para os estudantes, porque vamos poder adquirir mais conhecimento, vamos poder colocar questões e até propor projetos. Além disso, temos a possibilidade de contactar com profissionais e com nomes que são verdadeiras referências desta área", apontou Kateryna Shvydyuk, que, além de membro da organização, é aluna do curso de Engenharia Aeronáutica da UBI.

A ligação direta entre os estudantes e o mundo do trabalho, para lá das noções teóricas que são transmitidas na formação superior, é outra das vantagens sublinhadas.

O evento deverá ainda contribuir para aumentar a notoriedade e promoção do mestrado integrado de Engenharia Aeronáutica da UBI, que todos os anos coloca 40 alunos e que está entre os cursos com maior procura e média mais elevada.

"Esta também é uma oportunidade para darmos a conhecer o nosso curso e para mostrarmos que no Interior também conseguimos fazer coisas de relevância nacional e internacional, isto apesar de muitas vezes sermos esquecidos", acrescentou.

Exclusivos