Grupo Bertrand/Círculo anunciou plano editorial até ao fim do ano

As novidades editoriais do grupo Bertrand/Círculo incluem, entre outras, um livro do ex-ministro das Finanças Eduardo Catroga, uma análise geopolítica de Bruno Maçães e o início de uma coleção sobre arte e ciência em Portugal, do historiador Paulo Pereira.

No livro "Gestão, Política e Economia -- Vivências e Reflexões", o ex-ministro das Finanças do XII Governo Constitucional (PSD), Eduardo Catroga, "trata da gestão e da economia, tendo como pano de fundo a evolução política e social" de Portugal.

O livro, a lançar "até ao final do ano", tem o prefácio do ex-Presidente da República Cavaco Silva e posfácios de António Mexia e de Paulo Teixeira Pinto.

A edição conta ainda com depoimentos do ex-primeiro-ministro Passos Coelho, do comissário europeu Carlos Moedas e de Luís Marques Mendes sobre Eduardo Catroga.

O grupo Bertrand/Círculo integra as editoras Bertrand, Pergaminho, Arte Plural, Gestão Plus, Temas e Debates, Círculo de Leitores, Quetzal e Contraponto, e apresentou hoje, em Lisboa, o catálogo das publicações previstas até ao período do Natal.

No livro "O Despertar da Eurásia" (Temas e Debates), também a lançar em breve, Bruno Maçães, ex-secretário de Estado dos Assuntos Europeus entre 2013 e 2015, defende que a "mais significativa tendência geopolítica de hoje" é a crescente integração da Europa e da Ásia.

Dos novos lançamentos destaca-se o livro de Teresa Pina, ex-diretora executiva da Amnistia Internacional em Portugal (2012-2016): "Direitos Humanos: o que está por fazer no século XXI" (Temas e Debates), com prefácio do luso-angolano Luaty Beirão, considerado ex-prisioneiro político pela organização não-governamental com sede em Londres.

Entre os novos títulos contam-se também a longa investigação "Ergue-te e Mata Primeiro" (Temas e Debates) do jornalista israelita Ronen Bergman, sobre as campanhas e os assassínios seletivos de Israel operados pelos serviços secretos: Mossad, Shin Bet e FDI.

A editora Temas e Debates vai publicar o livro "A Grande Guerra por Quem a Viveu", do historiador António Ventura, sobre a participação portuguesa na I Guerra Mundial (1914-1918), e a tradução portuguesa dos três discursos do papa Francisco "Terra, Casa, Trabalho", tendo sido anunciada também a tradução de "Arnhem: A Batalha pelas Pontes" (Bertrand Editora), do historiador britânico Antony Beevor, sobre a derrota dos Aliados frente às forças nazis, em solo holandês, em 1944, durante a II Guerra Mundial.

Destacam-se igualmente os volumes "Arte e Ciência" (Círculo de Leitores) do historiador Paulo Pereira, autor da coleção "Lugares Mágicos de Portugal", além de várias obras sobre a História da Arte.

A nova coleção ilustrada e em grande formato está dividida em quatro volumes: "Criação Divina. O Homem", "Os 4 Elementos. O Corpo", "Equações da Arte" e "A Descrição do Cosmo".

De acordo com o Círculo de Leitores, "Arte e Ciência" constituiu "um convite para descobrir obras de arte ligadas ao contexto português (da Idade Média ao século XVIII) momentos de interação entre a arte e a ciência".

Foi também anunciado o lançamento do livro "Cinco Meninos, Cinco Ratos" do escritor Gonçalo M. Tavares (Bertrand Editora) e uma coletânea de fados inéditos de Vasco Graça Moura sob o título "A Puxar ao Sentimento".

O quarto volume da "Bíblia", traduzida do grego para português por Frederico Lourenço, será lançado nos próximos meses pela Quetzal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG