Greve de assistentes de passageiros de mobilidade reduzida com 50% de adesão - sindicato

A adesão à greve dos trabalhadores do serviço de assistência a passageiros de mobilidade reduzida nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro teve uma "adesão de 50%" e possibilitou a divulgação das reivindicações, segundo uma delegada sindical.

Em declarações à agência Lusa, Ana Neves, do Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava), avaliou como "positiva" a realização do protesto, por ter "passado a mensagem de que os trabalhadores do serviço não têm tratamento igual" aos restantes da empresa de 'handling' (assistência nos aeroportos a passageiros e bagagens em escala) da Portway e do setor do transporte aéreo.

A delegada sindical explicou que o serviço de assistência a passageiros com deficiência ou com mobilidade reduzida foi concessionada pela ANA-Aeroportos de Portugal à Portway, que não avançou com contratação coletiva que "deve abranger qualquer trabalhador do setor da aviação".

"Há 10 anos que os nossos salários têm por base o salário mínimo. Se no início 506 euros estava acima do valor, agora ganhamos a mesma coisa porque estamos fora dos direitos da contratação coletiva", criticou a sindicalista, indicando que a mesma situação é vivida nomeadamente por trabalhadores nos terminais de bagagens e carrinhos de bagagens.

A mesma fonte lamenta que não haja reconhecimento da função de assistência "como parte das categorias reconhecidas na aviação", progressão na carreira e reconhecimento do tempo de serviço, assim como de seguro de saúde.

"Além desta discriminação, acresce ainda uma situação de extrema precariedade" e substituições por trabalhadores temporários, segundo informação do SITAVA.

Ana Neves informou que ainda não foram debatidos futuros protestos, por se aguardar a resposta da empresa, assim como os resultados que possam surgir do trabalho prometido por deputados do PCP e do Bloco de Esquerda, que marcaram presença numa concentração de trabalhadores no domingo, em Lisboa.

A Lusa tentou, sem sucesso, até ao momento, obter comentários da Portway.

Exclusivos