Estudantes levam feijoada vegetariana a concurso europeu de inovação alimentar

Quatro estudantes portugueses vão representar Portugal, na ECOTROPHELIA Europe, uma iniciativa que promove a inovação alimentar, com a 'Bean Ready', uma feijoada vegetariana "alternativa ao consumo de carne e de peixe", revelou hoje a líder da equipa.

"Estamos muito atentos às tendências do mercado, e há uma grande tendência em aumentar o consumo de proteína vegetal, em vez do consumo de proteína animal. Por isso, pensamos em adaptar uma refeição tradicional portuguesa a estas tendências", contou Patrícia Soares, líder da equipa vencedora da edição nacional do Prémio ECOTROPHELIA.

A equipa, composta por três estudantes da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto e um estudante da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, vai representar Portugal na competição do Prémio ECOTROPHELIA Europe [uma iniciativa que premeia a inovação alimentar], que decorre este fim de semana, na feira internacional SIAL Paris, uma das maiores feiras agroalimentares da Europa.

Ao utilizar produtos nacionais como o feijão, enchidos vegetais (morcela vegetariana e tofu), cogumelos e couve para elaborar esta refeição, os jovens cumpriram o seu objetivo, que segundo Patrícia Soares foi "elaborar uma refeição alternativa ao consumo de carne e de peixe, mas que refletisse todo o seu sabor, textura e alimentos".

"Tivemos de refletir na escolha dos ingredientes, em quais podíamos utilizar, tivemos de balancear o valor energético, o teor de proteínas e de gorduras, contudo, o nosso grande desafio foi encontrar uma forma de conseguir transmitir o sabor característico da feijoada sem qualquer ingrediente de origem animal", salientou.

Para a estudante universitária, esta não é "uma refeição exclusiva a vegetarianos", mas sim "uma refeição que motiva as pessoas a consumirem mais leguminosas"

A equipa, que se encontra "totalmente focada na competição", não exclui a hipótese de futuramente dar "continuidade a este projeto e adaptar este conceito a outras refeições".

"Efetivamente, temos a noção de que este não é um projeto que vai ficar por aqui, afinal de contas também gostaríamos de continuar, mas ainda não temos definidas perspetivas", acrescentou.

No Prémio ECOTROPHELIA Europe competem 17 equipas de estudantes do ensino superior por quatro prémios: ouro no valor de cinco mil euros, prata no valor de três mil euros, bronze no valor de dois mil euros e estratégia de comunicação no valor de 500 euros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG