Empresa incubada em ílhavo vai produzir planta da Ria para fins alimentares

A Incubadora de Empresas do Município de Ílhavo passou a contar, a partir de hoje, com uma nova "startup" que se vai dedicar à produção e comercialização de salicórnia para fins alimentares, uma planta natural da Região de Aveiro, anunciou hoje fonte municipal.

O contrato de incubação foi hoje subscrito entre a Câmara Municipal de Ílhavo e a "Horta da Ria", o qual prevê o alojamento da empresa na Incubadora de Empresas do Município de Ílhavo, bem como o acesso a todos os seus meios e serviços.

A "Horta da Ria" vai dedicar-se à produção e comercialização de salicórnia, uma planta natural da Região de Aveiro, para a alimentação humana, como substituto do sal ou para uso culinário, em diferentes estados (fresco, congelado, desidratado ou pickles).

A "Horta da Ria" é a primeira empresa a constituir-se a nível nacional para a produção de salicórnia, com uma produção 100% biológica, segundo refere a Câmara de Ílhavo em nota de imprensa.

Numa fase inicial, a produção será exportada para mercados do Centro e Norte da Europa, onde a salicórnia é consumida como produto gourmet. Em simultâneo, no que respeita ao mercado nacional, a Horta da Ria vai apostar na comunicação e marketing, considerados fundamentais para gerar um mercado regional e nacional, já que a salicórnia é pouco conhecida de grande parte da população, bem como facilitar a visita turística e cultural aos locais de produção.

"A Incubadora de Empresas do Município de Ílhavo, cuja missão é apoiar os empreendedores do Município no desenvolvimento das suas ideias de negócio, através da disponibilização de meios que lhes permitam transformar os seus projetos em realidades empresariais, recebe assim mais uma iniciativa empresarial diferenciada e inovadora de referência para o setor da economia do mar", sublinha o texto da Câmara de Ílhavo.

A "Horta da Ria" arranca com parcerias com outras empresas, proprietários de marinhas de sal que serão aproveitadas para a produção de salicórnia e com a Universidade de Aveiro.

"O Município de Ílhavo conta assim com mais uma Startup fortemente inovadora e com métodos de produção avançados, suportando-se em modelos de negócio inovadores, que pressupõem um forte relacionamento com as entidades do sistema cientifico e tecnológico, contribuindo para a afirmação nacional do município no setor da economia do mar", conclui a autarquia.

Lusa / Fim

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG