Dia Paralímpico Nacional decorre em 25 de maio no Funchal

O Funchal vai ser palco das comemorações do Dia Paralímpico Nacional, que se assinala em 25 de maio, um evento que permite às pessoas experimentarem 14 modalidades e sensibilizar para a inclusão das pessoas com deficiência.

Este objetivo foi hoje realçado pelo presidente do Comité Paralímpico de Portugal, José Manuel Lourenço, na Câmara do Funchal, no âmbito da assinatura de um protocolo de colaboração para a realização deste evento com o responsável do executivo do município da principal cidade da Madeira, Paulo Cafôfo.

O acordo "formaliza o marco histórico da realização inédita do Dia Paralímpico Nacional no Arquipélago da Madeira", decorrendo as atividades na Praça do Povo e na Baía de São Lázaro, espaços centrais na cidade, entre as 09:30 e as 17:00, revela a organização.

O responsável do comité salientou que a realização deste programa na Madeira "veio ao encontro da estratégia de retirar os eventos das zonas mais metropolitanas, Lisboa e Porto".

José Manuel Lourenço ainda salientou que este "evento vem permitir a experimentação das várias modalidades do desporto paralímpico", tendo também como objetivo "passar a mensagem que a prática desportiva de pessoas com deficiência é igual às outras".

"É possível e faz bem à saúde das pessoas com deficiência praticarem desporto", complementou o responsável, apontando que o Comité também pretende "chamar a atenção para a importância da inclusão desportiva e social através do desporto".

No seu entender, "a Câmara Municipal do Funchal está a dar um exemplo de preocupações de inclusão desportiva".

Por seu turno, o presidente do município funchalense, Paulo Cafôfo, considerou que "trazer este dia nacional só engrandece a cidade".

O autarca realçou que a câmara tem dado "relevo às questões da cidadania, da igualdade, tendo recebido um prémio nacional pelas práticas de democracia participativa", o que prova a menção honrosa que recebeu da União Europeia como autarquia acessível.

Cafôfo recordou que a implementação do orçamento participativo no concelho levou à criação de uma praia acessível para pessoas com dificuldade de mobilidade e invisuais, na zona da Praia Formosa.

No dia 25 de maio, a população do Funchal em geral é desafiada a experimentar gratuitamente várias modalidades de desporto adaptado, como badminton, boccia, canoagem, orientação, taekwondo, ténis, ténis de mesa, tiro com arco, triatlo e vela, sob orientação de técnicos especializados.

O programa inclui, no dia, 23 a realização de uma ação de formação relativa às modalidades de atletismo, boccia, ténis de mesa e voleibol.